/ Gestão Financeira

Análise de indicadores financeiros: como e por que fazer?

A análise de indicadores financeiros é a uma importante maneira através da qual as empresas podem medir seu desempenho no mercado.

Para sobreviver diante de uma concorrência acirrada, as empresas não devem apenas vender, mas oferecer valor para os clientes.

Dessa forma, é preciso gerenciar cada variável que interfere direta e indiretamente no desempenho econômico da organização.

É por meio da análise de indicadores financeiros que os gestores conseguem obter um panorama da saúde financeira do negócio.

Seja para garantir a estabilidade financeira ou avaliar a viabilidade de investimentos, é fundamental que toda a empresa, sobretudo o setor financeiro, tenha o hábito de produzir demonstrativos periodicamente.

Com esses números, é possível analisar os pontos fortes e fracos na gestão e na estratégia da organização e corrigi-los.

No entanto, um demonstrativo financeiro pouco diz sobre o sucesso da empresa se os gestores não estabelecerem indicadores financeiros. Eles que serão capazes de avaliar os resultados financeiros, a partir de metas pré-estabelecidas.

Diante disso, preparamos este artigo para apontar as principais métricas para fazer uma ótima análise de indicadores financeiros e impulsionar os resultados do seu negócio. Bom trabalho!

Os principais indicadores financeiros para o seu negócio

Os indicadores financeiros podem ser organizados em quatro grandes grupos, de acordo com a origem dos dados e os objetivos de sua análise.

Assim, para começar sua análise de indicadores financeiros, saiba que existem métricas de Liquidez, Rentabilidade, Estrutura de Capital e Atividade.

Indicadores de Liquidez

Medem a capacidade da empresa de satisfazer suas obrigações de curto prazo, como o pagamento das dívidas na data de vencimento. Refere-se à solvência da situação financeira da empresa.

Liquidez Corrente (LC)

Mostra quanto a empresa possui em dinheiro e bens disponíveis, para pagar suas dívidas no curto prazo.

Chega-se a ele dividindo o ativo circulante (AC) pelo passivo circulante (PC). O ideal é que o indicador fique acima de 1, garantindo assim que a empresa tem como arcar com seus compromissos.

LC = AC / PC

Liquidez Seca (LS)

Indica quanto a empresa consegue pagar suas dívidas, mas desconsiderando seus estoques, que podem estar obsoletos e não condizer com a realidade dos saldos apresentados.

Na Liquidez Seca, retira-se do ativo circulante a conta de estoque.

LS = (AC – Est) / PC

Liquidez Imediata (LI)

Esse indicador aponta a capacidade de pagamento das dívidas da empresa de maneira imediata.

Corresponde a uma estimativa de quanto a empresa consegue pagar das suas dívidas com o capital disponível – caixa, banco e aplicações financeiras de retirada imediata.

LI = Disponibilidades / PC

Liquidez Geral (LG)

Expõe a quantia que a empresa detém em dinheiro, bens e direitos realizáveis a curto e longo prazo, para pagar todas as suas dívidas, caso a organização fosse encerrar suas atividades imediatamente.

O cálculo se dá pela soma do ativo circulante com o ativo não-circulante, dividido pelo passivo circulante somado ao passivo não-circulante.

LG= (AC + ANC) / (PC + PNC)

Indicadores de Rentabilidade

Os indicadores de rentabilidade são aqueles que permitem avaliar os lucros da empresa em relação a um dado nível de vendas, ativos e capital investido.

Retorno Sobre Investimento (ROI)

Também conhecido como taxa de retorno, o ROI indica o lucro que a empresa alcança em relação aos investimentos realizados.

Nada mais é que a relação entre a quantidade de dinheiro investido em uma empresa e quantidade de dinheiro conquistado.

O cálculo corresponde à divisão do lucro líquido pela soma do ativo circulante com o ativo não-circulante.

ROI= LL / (AC + ANC)

Retorno Sobre Patrimônio (ROE)

Esse indicador mede quanto de lucro a organização gera em relação aos investimentos dos acionistas e/ou proprietários da empresa.

O ROE mede a capacidade de rentabilidade de uma empresa, já que o lucro é o objetivo do investidor devido ao risco do negócio.

Para calcular o ROE, basta dividir o lucro líquido pelo patrimônio líquido.

ROE = LL / PL

Margem Operacional

Esse indicador é o percentual que sobra das vendas depois que todas as despesas, exceto o Imposto de Renda, já foram pagas.

O número é gerado em porcentagem, obtido pela divisão do montante absoluto referente às vendas pelo resultado operacional também absoluto.

Se uma empresa vendeu R$7.000,00 em um mês, por exemplo, e sua margem operacional absoluta é de R$700,00, o indicador será 10%.

Margem EBITDA

Esse é um indicador que tem a preferência de muitos gestores, uma vez que exclui despesas financeiras e depreciação.

O EBITDA, sigla da expressão inglesa para lucros antes de juros impostos, depreciação e amortização, é um cálculo que avalia a aproximação do impacto das vendas no caixa da empresa.

O EBITDA dá a ideia de retorno em termos de dinheiro no caixa da empresa.

Um primeiro passo é calcular o lucro operacional, que é obtido com a subtração, a partir da receita líquida, do custo das mercadorias vendidas, das despesas operacionais e das despesas financeiras líquidas.

Já para calcular o EBITDA, é preciso somar ao lucro operacional a depreciação e amortização inclusas no CMV e nas despesas operacionais.

Indicadores de Estrutura de Capital

Esses indicadores permitem calcular a posição de endividamento, a capacidade da empresa em gerar caixa suficiente para pagar os juros de suas dívidas e/ou garantir o crescimento sustentado de suas atividades (taxa de retenção).

Esses índices apresentam as fontes de captação de fundos, revelando o grau de endividamento da empresa e procura retratar a posição do capital próprio.

Participação de Capitais de Terceiros (PCT)

Indica o percentual de capital de terceiros em relação ao patrimônio líquido, retratando a dependência da empresa em relação aos recursos externos.

O cálculo se dá pela divisão do patrimônio líquido pela soma do passivo circulante com o passivo não-circulante.

PCT= PL / (PC + PNC)

Composição do Endividamento (CE)

Indica quanto da dívida total da empresa deverá ser pago a curto prazo, isto é, as obrigações a curto prazo comparadas com as obrigações totais.

Se a dívida é muito alta e está concentrada no curto prazo, a situação é perigosa, já que há uma pressão pela liquidação dos débitos.

CE= PC / (PC + PNC)

Endividamento Total/Patrimônio

Expressa a relação entre o que a empresa deve a terceiros e o que foi investido pelos acionistas.

Um índice elevado pode dificultar o levantamento de novos financiamentos ou pressionar a capacidade de geração de caixa da empresa.

Cobertura de Juros

Mede a capacidade da empresa de pagar os juros contratuais da sua dívida sem comprometer a sua geração de caixa.

Indicadores de Atividade

Os Indicadores de Atividade medem a rapidez com que várias contas da empresa são convertidas em vendas ou caixa.

Giro de Caixa

Em geral, quando o índice de liquidez corrente de uma empresa é baixo, significa que giro de caixa é alto, ou seja, o dinheiro que a empresa recebe pelas suas vendas é rapidamente usado para financiar suas atividades.

A relevância da análise de indicadores financeiros
Fazer a análise de indicadores financeiros do seu negócio é muito importante para tomar decisões mais seguras na organização, como na hora de investir, lançar novos produtos e alterar fornecedores.

Lembre-se sempre que a análise de indicadores financeiros não pode ser feita de forma isolada, dando margem para equívocos.

É necessário conhecer profundamente a atividade da sua empresa e entender a relação entre os resultados apresentados em cada indicador.

Quer tornar a análise de indicadores financeiros uma atividade mais satisfatória? Aprenda agora mesmo a melhorar os resultados da sua empresa com o e-book Lucratividade x Rentabilidade: quais as diferenças?.

CTA-KRK-2--Relat-rios--28

Natália Lima

Natália Lima

Co-Founder & CFO - Keruak Software. Carreira em Administração de Empresas. MBA em Controladoria e Gestão Estratégica. Para se ter sucesso basta dar o melhor de si e deixar os resultados com Deus.

Read More