Em um cenário onde o desemprego já atinge mais de 12 milhões de brasileiros, empreender têm sido uma alternativa para ganhar espaço no mercado de trabalho e gerar uma boa renda. No entanto, abrir um negócio não é tarefa fácil e os empresários de pequena viagem certamente se perguntam como administrar pequena empresa.

Hoje, os pequenos negócios já respondem por mais de um quarto do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

Juntas, as cerca de 9 milhões de micro e pequenas empresas do Brasil representam 27% do PIB, um resultado que vem crescendo nos últimos anos.

Na contramão da expressividade das pequenas empresas da economia, há o cenário de falência: de cada dez empresas, seis não sobrevivem após cinco anos de atividade. É o que indica a pesquisa Demografia das Empresas 2014, divulgada pelo IBGE.

E qual a diferença entre a pequena empresa que gera lucro e aquela que declara falência em poucos anos? O planejamento do negócio e a perspicácia do seu administrador.

Se você quer abrir um negócio, saiba que essa é uma decisão de exige não só investimento financeiro, mas tempo, planejamento e organização!

Para realizar o sonho de empreender, continue a leitura e aprenda como administrar pequena empresa. Bom trabalho!

O que nós queremos dizer com “pequena empresa”

Quando queremos ensinar como administrar pequena empresa, é preciso, antes de tudo, esclarecer as empresas que estão nesse grupo.

Pequenas empresas, microempresas e os microempreendedores individuais (MEI) são nomenclaturas diferentes e que se referem a modelos com níveis de faturamento distintos.

Apesar das diferenças, muitas vezes essas categorias apresentam similaridades em relação à pouca profissionalização da gestão do negócio como um todo e, por isso, exigem o mesmo nível de esforços dos seus gestores.

Despertando o administrador que existe em você

Ser dono de uma empresa não é sinônimo de ser um administrador!

É claro que abrir uma empresa exige muita resiliência, afinal, é um processo demorado, caro e burocrático. Mas gerenciar a sua empresa e garantir sua estabilidade é uma tarefa ainda mais difícil!

Se você quer saber como administrar pequena empresa, o primeiro passo é se descobrir enquanto administrador.

características e atitudes esperadas de um bom administrador que devem ser praticadas e desenvolvidas durante o processo de abertura da empresa e também no período de atividade.

Separamos alguns hábitos fundamentais que você deve desenvolver para se tornar um bom administrador e, finalmente, saber como administrar pequena empresa:

 

  • Organização

 

Um empresário precisa gerenciar contas a pagar e receber, compromissos de negociação com clientes e fornecedores, além de outras atividades institucionais. São muitas as tarefas com as quais ele não pode falhar.

Por isso, é fundamental que o empresário tenha uma agenda organizada, bem como seus materiais, relatórios e documentos.

 

  • Disciplina

 

Abrir o próprio negócio não significa comandar funcionários enquanto se vive debaixo de sombra e água fresca! Um administrador precisa, antes de liderar uma equipe, se gerenciar.

O administrador precisa conhecer a realidade do caixa da empresa, definir seu pró-labore bem como ter um olhar atento para as transações jurídicas e tributárias da sua empresa.

 

  • Liderança

 

Administrar uma empresa não é comandar, mas sim caminhar ao lado da equipe, esclarecendo as melhores decisões no ambiente de trabalho e compartilhando os bons resultados.

A liderança deve ser exercida tanto ao dar o exemplo aos colaboradores quanto ao delegar tarefas e demonstrar confiança naqueles que trabalham para você!

Um bom líder conhece plenamente o seu negócio, dialoga com a equipe e assume riscos calculados a partir de um planejamento estratégico bem definido.

 

  • Boa comunicação

 

Uma boa comunicação interpessoal e oratória são fundamentais para um administrador.

Essas habilidades são um diferencial na hora de negociar com fornecedores e clientes, bem como para conduzir a equipe e cobrar resultados.

Se um administrador não se faz entender, possivelmente a equipe terá dúvidas sobre as suas atividades, o que é capaz de afetar negativamente os resultados.

 

  • Flexibilidade

 

É claro que ao abrir uma empresa, você tem em mente o plano de negócios dos sonhos. Mas, na prática, nem tudo sai como o planejado.

Um bom administrador é aquele que sabe lidar com acertos e erros, estando disposto a promover ajustes em qualquer área da empresa, a fim de gerar resultados melhores.

Ser flexível é estar aberto às novidades, bem como ficar de ouvido atento às sugestões da sua equipe produtiva.

 

  • Equilíbrio

 

Um administrador precisa ser equilibrado e justo, principalmente quando o assunto é a gestão de equipes.

É importante fazer cobranças quando necessário, mas com inteligência. A valorização do capital humano é muito importante!

Se há exigências, é preciso que também exista elogios e bonificações diante das conquistas alcançadas pelos colaboradores.

As 7 melhores dicas de como administrar pequena empresa

Agora que você já conhece as competências necessárias para ser um bom administrador, vamos listar as dicas fundamentais para que você aprenda como administrar pequena empresa.

Confira as ações e torne-se um empreendedor mais estratégico!

 

  • Faça um planejamento estratégico

 

Para tornar a administração da sua empresa mais fácil e estratégica, desenvolva o planejamento estratégico.

O planejamento estratégico é um propósito ou alvo desejado pela empresa, visando uma situação melhor.

Os propósitos estratégicos devem surgir da análise das oportunidades e recursos da empresa.

Além disso, precisam ser construídos com base na missão e da visão da organização com finalidades de caráter mais específicas, já que orientam as ações com maior precisão.

 

  • Desenvolva um sistema de gestão

 

Concluído o planejamento estratégico, é hora de desenvolver um sistema de gestão para este plano seja colocado em prática.

A gestão depende de uma equipe produtiva e de alta performance mas, sobretudo, de organização e conhecimento do processo produtivo da empresa.

 

  • Crie um plano de comunicação interna

 

Para sua empresa funcionar, é fundamental ter uma comunicação eficaz entre os colaboradores e gestores.

Uma comunicação integrada auxilia na clareza dos processos produtivos, bem como das exigências dos clientes.

Boa parte dos problemas ocorre justamente porque as pessoas não conseguem dizer o que elas realmente querem. É preciso adotar os métodos certos para quem as mensagens cheguem de forma segura aos destinatários.

O uso de ferramentas de comunicação interna na empresa é capaz de estimular o engajamento das equipes a partir da motivação.

Ao despertar no colaborador a real noção sobre o seu papel na empresa, ele se torna mais participativo e mais produtivo.

 

  • Preze por uma boa gestão financeira

 

Você não conseguirá administrar uma empresa com sucesso se não controle financeiro.

Tenha em mente que tudo gira em torno disso na gestão, afinal, são os lucros que mantêm a organização em pé.

Quando despesas e receitas são registradas e monitoradas, o empreendedor tem conhecimento sobre a realidade financeira do negócio, além de insumos para as tomadas de decisão.

Um administrador que não tem noção do caixa da empresa, pode tomar decisões enganosas sobre investimentos e produção, capazes de levar a empresa a falência.

A boa notícia é que gestão financeira não é mais sinônimo de planilhas e pilhas intermináveis de documentos.

Hoje já existem diversos softwares de controle financeiro, capazes de otimizar o gerenciamento de contratos, a emissão de notas fiscais, o controle do fluxo de caixa e muito mais!

 

  • Integre os processos

 

Por menor que seja a sua empresa, é fundamental definir processos para ter uma produção mais assertiva.

É preciso garantir que todas as áreas da empresa estejam integradas e alinhadas, mesmo que haja um só responsável por elas.

O melhor exemplo disso está nas vendas. Sempre que um negócio é fechado, envolvendo produto ou serviço, é preciso informar o departamento financeiro e conferir o estoque.

Portanto, mapear e definir os processos da sua empresa é uma atividade essencial para manter as engrenagens funcionando!

 

  • Saiba lidar com a concorrência

 

Um administrador precisa saber construir uma estratégia de enfrentamento da concorrência, sem cair em uma guerra de preços.

Oferecer um preço muito abaixo da concorrência pode parecer atraente para os clientes, mas de capaz de acabar com sua margem de lucro.

Lide com a concorrência estudando o mercado e avaliando suas possibilidades de apresentar um diferencial competitivo para a sua marca.

Um atendimento de qualidade e uma política de fidelidade já são estratégias muito eficazes para deixar a concorrência no chinelo!

 

  • Dê atenção para a gestão de pessoas

 

Adotar ações que garantam o bem estar dos seus funcionários é fundamental para manter as equipes satisfeitas e a produtividade em alta.

Além dos benefícios exigidos pela legislação trabalhista, é fundamental investir em conforto, áreas de convivência e até confraternizações eventualmente.

Além disso, é fundamental investir em pesquisas de clima, avaliação de desempenho e cultura de feedback, para que a empresa que você possa sempre captar insights para construir um ambiente de trabalho mais justo, produtivo e agradável.

Ufa! São muitos os detalhes que você precisa ficar atento na hora de entender como administrar pequena empresa.

Em suma, um bom administrador é aquele que dedica-se à buscar soluções inovadoras e está presente no cotidiano da empresa, gerenciando problemas de gestão e prezando pelo desenvolvimento da equipe.

No processo de aprendizado sobre como administrar pequena empresa, você pôde perceber que o controle das finanças tem um forte apelo. Mas isso não precisa ser uma preocupação! Invista já em um software de gerenciamento financeiro. Experimente o Keruak gratuitamente, por 30 dias.