NCG é a sigla para necessidade de capital de giro. Esse é um indicador muito importante para a administração de qualquer empresa. Você faz uso dessa métrica na sua gestão financeira?

Estar de olho no capital de giro é fundamental para que a empresa caminhe com saúde, isso porque esse é o número que vai te mostrar quais são as possibilidades de investimentos e, até mesmo, de lucro que o empreendimento de fato possui.

Você sabe o que é capital de giro? Ou o que é a necessidade de capital de giro?
No nosso artigo de hoje iremos abordar esses conceitos e, ainda, iremos te mostrar como calcular seu NCG da maneira correta. Vamos lá? Continue a leitura!

O que é capital de giro?

Para que você entenda o que é necessidade de capital de giro, é preciso entender, primeiro, o que é capital de giro.

O capital de giro corresponde ao valor dos recursos que são demandados para que a empresa funcione, ou seja, é a quantia necessária para financiar o funcionamento do empreendimento.

Dessa forma, o capital de giro é a quantia responsável por arcar com as despesas e custos, fixos e variáveis, que vão interferir no funcionamento e produto final do empreendimento.

E, diante disso, podemos observar que o capital de giro é caracterizado pelo seu grau de volatilidade, tendo em vista que seus elementos possuem curta duração.

Assim, capital de giro é o ativo circulante da empresa; é, então, os recursos que estão em estoque, (investimentos é ativo não circulante), as contas bancárias e os pagamentos a receber, por exemplo.

Para que você entenda melhor, vamos imaginar uma situação na qual o seu consumidor contratou um serviço, ou, até mesmo, adquiriu um produto com o intuito de realizar o seu pagamento de maneira parcelada.

Ou, é possível também, que o consumidor tenha feito a compra no mês de março, mas irá pagar pela mesma apenas em abril.

Isso significa que, durante o mês de março, você não receberá o valor correspondente à venda daquele mês. Mas as despesas e custos, para o funcionamento da sua empresa, continuarão ali, não é mesmo?

Assim, é necessário “um fundo de emergência”, do qual você tenha a possibilidade de usar uma quantia de dinheiro quando necessário.

Esse é o capital de giro.

Podemos entender o capital de giro como um banco próprio do qual você pode pegar empréstimos sempre que precisar.

E, ter capital de giro é mais do que necessário para uma boa gestão financeira.

Empreendedores e gestores sabem, com facilidade, que imprevistos surgem, coisas não vão como o esperado e, diante disso, é sempre importante contar com uma reserva de emergência para arcar com as despesas mínimas para que a empresa continue produzindo.

Ainda, o capital de giro se faz de extrema importância para momentos de sazonalidade em um empreendimento.

Mesmo que o seu empreendimento não dependa, exclusivamente, de algum acontecimento, ou época, específicos para que tenha sucesso, é comum alguns meses serem melhores que outros.

Seja uma loja de roupa masculinas, ou uma confeitaria cujo core business esteja focado na páscoa, empresas vão encontrar sazonalidades e é preciso saber como lidar com esses períodos.

Assim, impostos, funcionários e outras obrigações constantes não serão deixadas de lado por causa de imprevistos ou falta de dinheiro. O capital de giro irá suprir essas necessidades sem criar maiores problemas para a empresa.

Agora que você entendeu melhor o que é capital de giro, podemos falar sobre o que é necessidade de capital de giro. Vamos lá? Continue a leitura!

O que é necessidade de capital de giro?

A necessidade de capital de giro, ou NCG, como conhecido por muitas pessoas, corresponde ao valor mínimo que uma empresa deve ter em caixa.

Esse valor, mínimo, será utilizado para manter a empresa funcionando, garantindo que suas operações básicas serão realizadas sem problemas.

Ao realizar o cálculo da sua necessidade de capital de giro, é possível se deparar com um resultado positivo ou com um negativo.

O resultado negativo indicaria a necessidade de buscar capital de giro de formas externas, enquanto o resultado positivo indicaria que a empresa tem obtido resultados conforme o esperado.

Mas, ao entender o que é necessidade de capital de giro, o mais interessante é saber como chegar nesse número, não é mesmo?

Por isso, logo a seguir, Falaremos sobre como você pode aprender a calcular sua NCG.

Como calcular a necessidade de capital de giro?

Se você deseja aprender como calcular a sua necessidade de capital de giro, você deve entender um pouco mais sobre balanço patrimonial.

Nós iremos explicar os conceitos básicos aqui, mas, para que você entenda com maior profundidade o que o balanço patrimonial representa dentro da gestão de uma empresa, recomendamos que você leia o nosso artigo sobre o assunto: O Guia Completo do Balanço Patrimonial.

A fórmula da necessidade de capital de giro é a seguinte:
CGL (capital de giro líquido) = AC (ativos circulantes) - PC (passivos circulantes)

Os passivos circulantes englobam as contas a serem pagas, enquanto os ativos circulantes são, de fato, as finanças da empresa disponíveis naquele momento, e os direitos a serem recebidos

Essa é a principal fórmula. Contudo, ainda é possível calcular a necessidade do capital de giro com base no balanço patrimonial ou com base no ciclo financeiro.

CTA-KRK-2--Relat-rios-

Cálculo da necessidade de capital de giro a partir do balanço patrimonial

Para realizar esse cálculo em relação ao balanço patrimonial, é necessário levar em consideração os ativos e passivos.

Os ativos, como já até mesmo mencionamos, encontramos as contas a serem recebidas e o valor em caixa, por exemplo.

O passivo, por outro lado, corresponde às contas a serem pagas pela empresa, como pagamentos a terceiros como; fornecedores e colaboradores.

Nesse caso, você poderia utilizar a seguinte fórmula para realizar tal cálculo:
NCG = Ativo circulante operacional - Passivo circulante operacional

Para facilitar o seu entendimento, você pode simplesmente substituir o ativo circulante operacional pelo o que ele de fato é: contas a receber e estoque. Da mesma forma, você pode transformar o passivo circulante operacional em contas a pagar.

Simples, não é mesmo?

Cálculo da necessidade de capital de giro a partir do ciclo financeiro

Para fazer o cálculo da NCG a partir do ciclo financeiro, você deve levar em consideração os prazos médios de pagamentos e recebimentos.

Assim, teríamos:
NCG = prazos médios de recebimento - prazos médios de pagamento

Dessa maneira, ao fazer uso dessa fórmula, você encontrará um resultado em tempo. Ou seja, o tempo que a empresa possui em ter a necessidade de um capital de giro externo.

Esse método se demonstra bastante eficiente para empresas que trabalham com vendas a longo prazo.

Esse resultado em tempo irá te mostrar se existe ou não a necessidade de capital de giro externo. Logo, irá te mostrar o quanto a sua empresa poderá investir, ou o quanto ela precisará para continuar se mantendo em funcionamento.

Entender o que é necessidade de capital de giro é muito importante para a gestão de uma empresa, bem como realizar um acompanhamento apropriado desse indicador.

Sabemos que indicadores são essenciais para direcionar os esforços da empresa de maneira a guiá-la em um caminho de sucesso.

Aproveite que agora você sabe mais sobre necessidade de capital de giro e aprenda mais sobre outros indicadores financeiros que irão te auxiliar na busca por resultados cada vez melhores. Para isso, basta clicar aqui.

CTA-KRK-1--NFE-e-Cobran-as-