/ Gestão

Centro de custo: o que é, qual a sua importância e como implementar

Grandes empresas costumam trabalhar comcentros de custo. Mas isso não é uma exclusividades das empresas maiores, o centro de custo pode ser implementado nas pequenas e médias empresas também.

O artigo de hoje é um guia sobre este tema. Vamos te explicar o que é centro de custo, qual é a importância dele para empresas e como você poderá implementar um na sua.

Além disso, como um bônus, te explicaremos também como fazer um bom gerenciamento de custos na sua empresa.

Continue a leitura e termine sabendo tudo sobre o assunto.

O que é um centro de custo?

Um centro de custo geralmente é um departamento dentro de uma empresa, mas também pode ser um projeto ou um outro núcleo.

Ele é uma unidade dentro da empresa com relativa autonomia financeira. Sendo assim, cada departamento pode ser um próprio centro de custo.

O conjunto de centros de custo e de lucro de uma empresa representa as finanças da empresa como um todo.

O gerente e os funcionários de um centro de custo são responsáveis por seus custos, mas não são responsáveis por receitas ou decisões de investimento.

Os centros de custo de um fabricante incluem cada um de seus departamentos de produção, bem como os departamentos de serviços de manufatura, como o departamento de manutenção ou o departamento de controle de qualidade.

Outros exemplos de centros de custo incluem o departamento de recursos humanos, o departamento de TI, o departamento de contabilidade e assim por diante.

Centros de custos não se limitam aos departamentos. Pode haver vários centros de custo dentro de um departamento. Por exemplo, cada linha de montagem pode ter um centro de custo.

Corporações, bem como organizações sem fins lucrativos, usam centros de custo para acompanhar as despesas.

Acompanhar de perto as despesas de operação desse centro de custos permite que a organização controle os custos totais, aloque recursos de maneira mais estratégica e calcule a lucratividade com base em produtos ou departamentos.

Entendendo a diferença entre centro de custo e centro de lucro

Um centro de custo é uma unidade dentro de uma área da empresa que é responsável apenas por seus custos.

Exemplos de centros de custo são os departamentos de produção, os departamentos de serviços dentro de uma fábrica e departamentos administrativos, como TI e contabilidade.

Um centro de lucro é uma unidade de uma empresa responsável não só por seus custos, mas também por suas receitas.

Nesse caso, como ele tem controle tanto dos custos quanto das receitas, ele ganha o controle sob seus lucros, sendo assim um centro de lucros.

Centros de custo e centros de lucro são geralmente associados ao planejamento e controle em uma empresa descentralizada.

Os tipos de centro de custo

Basicamente, existem dois tipos de centros de custo.

  1. Centros de custo de produção: Esses centros de custo ajudam nos processos de produção. Eles são úteis pois ajudam no processamento dos produtos. Por exemplo, podemos identificar uma área de montagem como centro de custo de produção.
  2. Centros de custo de serviço: Esses centros de custo ajudam a fornecer uma função de suporte para permitir que o outro centro de lucro funcione bem. Por exemplo, podemos falar sobre o departamento de recursos humanos como centro de custo de serviços, pois o departamento de recursos humanos ajuda a permitir que a divisão de vendas produza mais lucros para o negócio.

A importância dos centros de custo

Muitas empresas iniciantes podem argumentar que não há necessidade de manter centros de custo dentro da organização, uma vez que incorrem em mais custos e não geram lucros diretos.

Mas a questão aqui é que os centros de custo ajudam os centros de lucro a direcionar as funções da empresa.

Não haver centros de custo na organização significa que:

  • Não haverá pesquisa e desenvolvimento na organização. Como resultado, a organização não desenvolverá novos produtos ou não inovará em seus produtos/serviços atuais;
  • Não haverá departamento de atendimento ao cliente. Isso significa que nenhum cliente será bem atendido se enfrentar qualquer desafio ou problema;
  • Não haverá departamento de branding ou marketing, o que significa que a empresa continuará produzindo produtos, mas ninguém vai conhecer os produtos ou a empresa;

Manter os centros de custo é importante para a saúde à longo prazo e para a perpetuidade da organização .

Se necessário, é possível terceirizar os centros de custo para o parceiro certo. Mas sem a assistência dos centros de custo, os centros de lucro não funcionarão bem, e, como resultado, haverá menos/nenhuma geração de lucro no futuro próximo.

Como implementar um centro de custo

Embora possa ser um processo meticuloso, vale a pena avaliar seus custos de negócios e implementar centros de custo, pois isso ajuda no gerenciamento de custos.

O controle inteligente de custos pode trazer benefícios imediatos para a sua empresa, além de estabelecer as bases para uma maior eficiência no futuro.

Primeiro, identifique seus centros de custo

O primeiro passo é entender quais áreas da sua empresa podem ser enquadradas como centros de custo.

Os centros de custo são as partes do seu negócio que não produzem lucro direto, mas aumentam o custo de administrar uma empresa.

Os centros de custo em um negócio típico podem incluir as áreas de atendimento ao cliente, marketing, pesquisa e desenvolvimento (P&D), TI, entre outras.

Depois, identifique os tipos de custos de cada centro

Depois de identificar quais são seus centros de custo, descubra os tipos de custos neles contidos.

Em outras palavras, com o que você está gastando dinheiro? Isso pode incluir o custo de funcionários, matérias-primas, contas de serviços públicos, aluguel ou equipamentos de TI.

r último, entenda a relação dos seus centros de custos, centros de lucro e do funcionamento da empresa

Os centros de custo e centros de lucro são facilitadores para a gestão financeira da empresa. Eles não podem ser criados e esquecidos.

Por isso, é necessário entender que a união desses centros financeiros refletem na gestão financeira da empresa como um todo.

Agora vamos falar sobre como fazer um boa gestão de custos na sua empresa, isso certamente te ajudará a entender os custos primordiais e os que podem ser cortados se necessário.

Fazendo um excelente controle de custos no seu negócio

O primeiro passo para gerenciar bem seus custos é definir os centros de custo que citamos acima. Isso ajuda na visualização do todo.

Vale lembrar que na hora de cortar os custos é importante fazê-lo com sabedoria — apenas reduzir aqui e ali produzirá pior qualidade e baixa moral.

Continue lendo para saber como introduzir corretamente um gerenciamento de controle de custos em sua empresa e como evitar algumas armadilhas comuns.

Como faço para controlar custos no meu negócio?

Ao planejar um novo projeto ou iniciativa para sua empresa, você deve implementar um sistema para monitorar os custos, identificando assim as áreas onde você pode economizar.

Em primeiro lugar, você deve determinar seus objetivos, por exemplo, você pode querer aumentar sua produção ou se lançar em uma nova região.

Depois de ter feito isso, estabeleça os seus "custos padrão" para alcançá-los, os custos padrão significam quanto o projeto custaria em um mundo ideal, descontando quaisquer circunstâncias imprevistas.

Você também deve estabelecer seus " custos orçados", que seriam baseados em sua experiência de administrar um negócio, levando em conta as realidades de ineficiência e desperdício.

Em seguida, registre seus custos reais e compare-os com seus custos padrão e orçados.

Os custos que se tornam significativamente mais altos do que os custos orçados são normalmente bons lugares para se fazer economia.

Além disso, os custos que são mais altos do que os custos padrão normalmente são bons indicadores de como economizar à longo prazo, enquanto os custos mais baixos nem sempre são um bom sinal, pois podem sugerir que os padrões de qualidade estão diminuindo.

Quem devo envolver quando for cortar custos?

Você pode envolver mais pessoas em seu processo de redução de custos do que você imagina.

Por exemplo, você pode incluir toda a sua equipe de negócios. Os gerentes são frequentemente responsáveis por centros de custo individuais dentro de sua empresa, portanto considere delegar a administração a um custo específico para cada um.

Use também os funcionários como seus olhos e ouvidos, eles podem sugerir ideias de economia de custos com base em sua experiência.

Pergunte a eles o que eles sentem ser uma perda de tempo ou dinheiro — e lembre-se de que eles são mais propensos a cumprir todas as iniciativas de redução de custos se você for claro e aberto sobre todo o processo.

Além disso, considere o uso de consultores externos , pois eles têm conhecimento e experiência e podem fornecer um ponto de vista valioso sobre onde a ineficiência existe na sua empresa.

Onde estão algumas oportunidades de economia na minha empresa?

Antes de mergulhar no gerenciamento de seu orçamento, lembre-se de que pode haver alguns custos que você pode cortar com pouco ou nenhum impacto negativo em seus negócios.

Para isso, procure onde há sobrecarga, custos desnecessários e excessivos e ineficiência.

Para evitar sobrecargas, verifique cuidadosamente as faturas do fornecedor para garantir que você receberá a cobrança no valor correto.

Procure por cobranças erradas, cobranças duplas ou descontos perdidos. Procure maneiras óbvias de reduzir os custos, como desligar o aquecimento e as luzes à noite ou cancelar os serviços que você não usa.

Custos excessivos podem ser reduzidos encontrando maneiras alternativas e mais baratas de se fazer processos comerciais comuns.

Por exemplo, usando programas de automação gratuitos em vez de pagos, negociando descontos com fornecedores e diminuindo extravagâncias, como vôos de primeira classe.

A ineficiência também pode causar um custo significativo.

Exemplos disso podem incluir pequenos pedidos frequentes de fornecedores, perda de tempo e perda de descontos em massa ou um sistema manual baseado em papel que pode ser substituído por um computador.

O que devo mudar para reduzir custos?

Às vezes, haverá economias fáceis e óbvias que você pode fazer no seu negócio, outras vezes, encontrar esses locais onde é possível economizar pode levar tempo.

Algumas áreas comuns onde a maioria das empresas pode economizar custos são:

  • Custos com pessoal

Você pode terceirizar atividades não essenciais ou investir em novas tecnologias para substituir processos manuais pesados de recursos.

Outra possibilidade é aproveitar a flexibilidade oferecida por consultores, freelancers ou funcionários em tempo parcial, em vez de contratar pessoal em tempo integral.

Além disso, você deve analisar o que outras empresas do seu setor pagam aos seus funcionários para evitar um gasto maior que o necessário.

  • Custos de compra

Experimente e consolide o mínimo possível de fornecedores para obter melhores descontos em grandes quantias de produtos e procure fornecedores mais baratos como ponto de partida.

Outras estratégias que você poderia tentar são: formar um consórcio de compra com empresas locais para reduzir os custos; concordar com contratos de fornecimento de longo prazo ou de alto volume para descontos; e dar aos funcionários individuais limites de compra para reduzir os custos gerais.

  • Custos de produção

Identifique onde você poderia usar componentes padrão, em vez de componentes projetados individualmente, para reduzir os custos gerais como ponto de partida.

Além disso, procure por sistemas que podem ser mais eficientes do que o que você utiliza atualmente e melhore o controle de qualidade para reduzir as taxas de desperdício.

  • Custos com comunicações

Seu plano de internet é o melhor para o seu negócio? Você paga por sistemas de comunicação interna elaborados e nem os utiliza direito?

É hora de pensar em cada um desses casos e entender quais são necessários e quais são descartáveis ou podem ser substituídos por versões gratuitas.

Operadores de internet, telefone etc. modificam seus pacotes com muita frequência. Por isso, para garantir que você está pagando a melhor tarifa é preciso ficar de olho.

Agora que você já sabe tudo sobre centro de custo e como fazer esse controle de custo, saiba como ser um bom gestor financeiro para sua empresa. Nosso artigo Gestor financeiro: o que fazer e como ser um bom profissional na área pode te ajudar.

CTA-KRK-1--NFE-e-Cobran-as--14

Natália Lima

Natália Lima

Co-Founder & CFO - Keruak Software. Carreira em Administração de Empresas. MBA em Controladoria e Gestão Estratégica. Para se ter sucesso basta dar o melhor de si e deixar os resultados com Deus.

Read More