/ Gestão Financeira

Gestor financeiro: o que fazer e como ser um bom profissional na área

Muitas empresas vivem buscando inovações e mais inovações a fim de se manterem competitivas no mercado e acabam se esquecendo de uma das partes mais importantes de qualquer negócio: a sua vida financeira. Nesse momento, o papel do gestor financeiro se faz ainda mais essencial para a expansão sustentável do negócio.

Quando falamos em crescimento, e a inovação é muito necessária. Contudo, se não for acompanhada de um bom planejamento financeiro, a inovação simplesmente não será possível.

Pensar na vida financeira de qualquer negócio é importante porque um controle de su as finanças te ajudam a tomar decisões assertivas que alavancam os seus resultados.

Além disso, é por meio do conhecimento da saúde financeira da sua empresa que se tem conhecimento de muitos fatores importantes. Sendo possível saber os déficits e quais os pontos estratégicos que necessitam ser melhorados e qual é o potencial que ela possui de ** crescer** ainda mais.

Como calcular o exato preço de venda do produto? Como controlar as entradas e saídas da empresa? Como saber, de fato, se o seu negócio está sendo lucrativo?

As respostas dessas perguntas precisam ser conhecidas e quem faz isso dentro de uma empresa é o gestor financeiro.

Dicas de como ser um bom gestor financeiro

Nesse momento de dicas de como ser um bom profissional na área iremos falar de algumas características e habilidades que o gestor financeiro precisa ter.

Um bom gestor financeiro precisa ter três características fundamentais. São elas: ética, transparência, disciplina e, por último, foco em resultado.

A ética e transparência são essenciais para que a empresa caminhe para o sucesso. Isso porque essas características alimentam a confiança entre o gestor financeiro e as partes envolvidas, sendo essas partes os próprios colaboradores do negócio.

A disciplina é imprescindível para que o planejamento seja executado e os processos sejam cumpridos de forma clara e objetiva.

A última característica, foco em resultado, é essencial para um gestor financeiro porque ele precisa pensar na potencialização dos recursos da empresa.

É impossível fazer isso sem ter o foco em resultado. Além disso, sem esse foco, para nada iria servir o desempenho de todas suas funções.

Além dessas três características primordiais, podemos descrever algumas competências que o gestor financeiro deve ter para desempenhar bem as suas funções.

Trabalho em equipe

Saber como trabalhar em equipe é uma dessas competências que o gestor financeiro deve ter.

A todo tempo, ao contrário do que muitos podem pensar, o gestor financeiro estará em contato com pessoas de outras equipes.

Por esse motivo, saber como trabalhar em equipe é uma competência fundamental para que ele desempenhe bem as suas tarefas.

Para auxiliar o seu trabalho em equipe, é fundamental que o gestor financeiro possua uma boa comunicação. Assim, as informações necessárias serão repassadas de forma clara e eficaz.

Agilidade de aprendizado

Outra competência importante para esse cargo é o desenvolvimento da agilidade de aprendizado.

Erros irão acontecer, inevitavelmente. O importante é saber como agir diante desses erros.

Para lidar bem com os erros é preciso que o gestor financeiro esteja aberto a assumir desafios e responsabilidades.

E, além disso, um elevado grau de comprometimento se faz indispensável para que ele consiga aprender de forma rápida e eficaz com os erros ou situações indesejadas que ocorreram.

Certamente, aprender com outras pessoas que possuem mais experiência na área é fundamental.

Por isso, a prática de recorrer a certos mentores financeiros é muito bem vista em um gestor para que ele desempenhe todas as suas funções da melhor maneira possível.

Vamos saber um pouco mais sobre as atribuições que um gestor financeiro possui dentro de uma empresa?

Assim, você pode enxergar a importância da atuação desse profissional dentro do seu negócio.

E, caso você tenha alguém que desempenha essa função na sua empresa, ou caso você mesmo tenha essa atribuição, você pode conferir se tudo tem sido feito da melhor forma para o seu negócio!

O que faz um gestor financeiro?

Um gestor financeiro possui atividades fundamentais para que as a empresa tenha uma gestão financeira saudável e eficaz.

Algumas dessas funções são:

  • Estratégias de precificação;
  • Gestão dos custos;
  • Avaliação do volume de participação no mercado;
  • Planejamento tributário;
  • Relacionamento com os bancos;
  • Controle financeiro.

Para facilitar o entendimento, iremos descrever um pouquinho de cada uma dessas funções. Continue a leitura conosco para saber mais!

1. Estratégias de precificação

A função de um gestor financeiro de aplicar estratégias de precificação é muito importante para o retorno sobre o investimento (ROI) do negócio.

A precificação consiste em, como seu próprio nome indica, determinar o preço que o seu produto ou serviço irá ter.

Para definir esse preço é necessário levar diferentes aspectos em consideração: o preço de venda desejado, os custos envolvidos em todo o processo de produção do produto, o valor da marca e os investimentos que foram feitos.

2. Gestão dos custos

Uma boa gestão de custos com certeza é um dos principais fatores que garantem o sucesso de qualquer organização.

Para que isso seja feito de maneira diligente, o gestor financeiro precisa realizar a apuração dos custos com base em técnicas confiáveis que garantam uma análise de dados assertiva.

Além disso, o gestor financeiro precisa também criar maneiras de realizar um acompanhamento de perto das atividades da empresa.

Dessa forma, o gestor financeiro pode analisar se os recursos da empresa têm sido empregados da melhor maneira e se esse não for o caso, ele pode ainda sugerir mudanças que vão reduzir os custos e aumentar a produtividade do setor em questão.

A gestão dos custos atua como base para processos de estimativa, orçamento e também na tomada de decisões e por isso se torna tão importante.

Ademais, quando o gestor financeiro realiza a gestão dos custos de maneira eficaz, a margem de lucro do negócio é ampliada.

3. Avaliação do volume de participação no mercado

A participação no mercado, ou também Market Share, determina a porção de mercado que a empresa possui no contexto em que está inserida.

Por meio da avaliação da participação no mercado, o gestor financeiro faz análises profundas das dificuldades e forças que o empreendimento possui frente seus concorrentes.

Além disso, com o Market Share, é possível mensurar o crescimento de produtos no mercado e identificar tendências o que auxilia no planejamento financeiro do empreendimento.

4. Planejamento tributário

O gestor financeiro é, também, responsável por realizar o planejamento tributário da empresa.

Além de respeitar as obrigações fiscais de qualquer negócio, essa atividade exige que o gestor financeiro conheça e verifique todas as formas de tributação existentes.

Assim, o gestor financeiro pode criar um planejamento tributário que vise reduzir o pagamento de tributos, buscando a maior economia possível.

5. Relacionamento com os bancos

O gestor financeiro deve manter bons relacionamentos com os bancos isso é essencial para uma melhor gestão.

Através desse bom relacionamento, o gestor financeiro pode conseguir bons investimentos, linhas de crédito e até mesmo maior facilidade na execução de operações cotidianas.

Podemos afirmar que essas são as principais atividades de um gestor financeiro que fazem esse cargo ser tão importante dentro de uma organização.

Mas nós também temos algumas dicas de como ser um bom gestor financeiro que podem levar a realização dessas funções a um outro nível de excelência!

6. Controle financeiro

Uma das principais atividades do gestor de finanças é o controle financeiro na empresa. Ok! isso já sabemos.

Porém, esse controle consiste em apurar todos os custos envolvidos nas operações da empresa, bem como a captação de novos recursos.

Através do controle financeiro o gestor realiza o acompanhamento do fluxo de caixa com o objetivo de mantê-lo saudável.

Com o fluxo de caixa é possível fazer uma análise assertiva da margem de lucro do seu negócio.

Também controla o estoque a fim de garantir que não haja falta de nenhuma matéria-prima de produto ou alguma mercadoria parada.

Ademais, todo esse controle financeiro faz com que o gestor financeiro esteja munido com boas informações para o momento de tomada de decisão.

Nesse último tópico, pudemos observar como um fluxo de caixa é importante para as funções de um gestor financeiro. Para saber como realizar essa função com maior competência, confira o nosso artigo sobre o assunto: 7 dicas para ter um fluxo de caixa saudável na sua empresa.

Natália Lima

Natália Lima

Co-Founder & CFO - Keruak Software. Carreira em Administração de Empresas. MBA em Controladoria e Gestão Estratégica. Para se ter sucesso basta dar o melhor de si e deixar os resultados com Deus.

Read More