Manter uma empresa envolve lidar com uma quantidade enorme de detalhes, todos eles muito importantes. Hoje, nós vamos te mostrar como montar um planejamento estratégico para tornar essa tarefa mais fácil.

Durante o texto, nós vamos falar sobre pontos essenciais para a gestão, como engajamento da equipe, processos, estratégias, recursos e monitoramento.

A importância do planejamento estratégico

Antes de saber como montar um planejamento estratégico, é importante entender o que é o planejamento estratégico e a importância dele.

Ele é um processo de gerenciamento administrativo que serve como uma espécie de guia para a empresa.

O planejamento leva em conta a realidade interna e externa da empresa, com o objetivo de traçar metas e formular ações para alcançá-las.

Ter esse gerenciamento estratégico é importantíssimo na hora de tomar decisões financeiras e administrativas. As resoluções mais assertivas vão tornar a empresa mais competitiva.

A organização torna os processos mais rápidos. Se você passa a dividir as funções de cada setor, as pessoas podem se dedicar mais àquela função pré-determinada, gerando uma economia de tempo.

Um erro muito comum que as empresas cometem é pensar no planejamento só na hora da crise. O ideal é manter uma estratégia ao longo de todo o ano até mesmo para evitar esses momentos de instabilidade.

Como montar um planejamento estratégico

Você já entendeu que o planejamento é essencial para a sua empresa, mas não sabe como montar um planejamento estratégico? Não se preocupe!

A seguir, vamos te mostrar o que você deve fazer para montar as suas estratégias e começar 2020 com o pé direito.

Estude sobre o seu negócio

Como montar um planejamento estratégico se você não sabe quais as necessidades da sua empresa? Pode parecer óbvio, mas tem muita gente que não conhece a realidade do próprio negócio.

Para montar suas estratégias, é preciso estudar bastante sobre o ambiente em que sua empresa está inserida. Assim, você consegue saber qual seu diferencial, os pontos fortes e fracos.

Existem dois pontos muito importantes para serem analisados antes de montar o planejamento estratégico: o mercado e o público.

Mercado

A análise do mercado envolve a empresa e seus pontos internos com relação ao mercado externo. Estudar o ambiente faz parte do posicionamento estratégico do empreendimento.

Na hora de fazer essa análise, muitas empresas recorrem ao SWOT. A sigla, em inglês, dá nome a um quadro que mede fatores externos, como ameaças e oportunidades, e os internos da empresa, com suas forças e fraquezas.

Para fazer com que esse estudo seja ainda mais eficaz, não se esqueça de analisar a sua concorrência, seja ela direta ou indireta.

Dessa forma, você se adequa às mudanças do mercado e ainda consegue observar melhor o seu desempenho.

Público

Uma outra dica importante é conhecer público-alvo. Se você sabe o que o consumidor procura, suas chances de entregar o que ele quer ficam maiores.

Sabendo disso, você consegue distribuir melhor os recursos, planejar as ações e observar as possíveis dificuldades que ele enfrenta, buscando os melhores meios para resolver esses problemas.

Algumas empresas criam uma persona, que é uma representação fictícia de um cliente ideal, que compra o seu produto ou contrato o seu serviço.

Para criar esse perfil, você deve levar em conta quais são as dores do seu cliente, o que esse consumidor procura e por quais meios de comunicação ele entra em contato com a sua empresa.

Com toda essa pesquisa, você consegue traçar objetivos coerentes com a realidade, aumentando as chances de atingir as suas metas.

Tenha bem definidos os 3 pontos principais da empresa

Os princípios da empresa são aqueles relacionados à cultura organizacional. Para ter uma cultura forte, é preciso que toda a equipe esteja envolvida.

É necessário que fique bem claro o que a empresa representa, quais são seus ideais, seu propósito e qual seu diferencial em relação aos concorrentes. Para isso, você deve definir:

  • Missão: qual o motivo pelo qual você criou essa marca? A missão diz respeito ao propósito da empresa.
  • Visão:  onde você espera que sua empresa chegue daqui a um tempo? Para facilitar, pense na “visão do futuro”, qual o destino que você imagina para a sua marca.
  • Valores: quais os comportamentos que regem a empresa e os colaboradores? Os valores são princípios morais que devem ser seguidos por toda a equipe.

Geralmente, essas informações são encontradas, também, no manual de marca de empresa. Nele, ainda são definidos alguns detalhes como uso da logomarca e protocolos para resolução de problemas.

Defina seus objetivos e estratégias

Os objetivos vão traçar quais as metas e quais os resultados a empresa quer atingir em determinado período de tempo. Eles devem ser compatíveis com os princípios da marca e com o orçamento disponível.

Esses objetivos devem ser atingíveis e mensuráveis, seja de forma quantitativa ou de maneira qualitativa, dependendo dos meios disponíveis.

Depois de definir os resultados, é preciso traçar planos de ação para atingir a meta que foi definida, levando em conta o tempo e os recursos necessários para a realização de cada etapa.

As estratégias e os objetivos devem estar alinhados. Por exemplo, se sua empresa tem o objetivo de deixar a parte financeira sempre em ordem, uma das possíveis estratégias seria ter um organizador de contas.

As ações devem ir se adequando de acordo com a necessidade e, por isso, é necessário ter um alinhamento estratégico também.

Ele vai ser responsável por envolver todos os níveis de organização da empresa para que todos busquem atingir o mesmo objetivo.

Quando todas as etapas estiverem concluídas, passaremos para a fase de monitoramento, como vamos ver a seguir.

Monitore seus resultados

Medir os resultados da empresa ajuda a ver se os objetivos traçados anteriormente foram atingidos e, em caso negativo, o que pode ser melhorado para que as metas sejam alcançadas.

Monitore seus resultados de forma regular para que as correções possam ser feitas ao longo do caminho, antes que chegue a etapa final do processo.

Para isso, defina um KPI para cada meta proposta pela sua empresa e monitore os resultados frequentemente (ao menos uma vez por mês).

É de extrema importância manter o planejamento estratégico funcionando durante todo o ano. Só dessa forma é possível adequar os planos de ação, quando necessário, para que as metas sejam atingidas.

Depois de ler todo esse conteúdo e entender como montar um planejamento estratégico, podemos perceber que, apesar de não ser simples pensar em todas as etapas, as técnicas trazem um excelente retorno. Para ter resultados ainda melhores, conheça os aplicativos do Keruak Software.