/ Gestão Financeira

Custo fixo e variável: como diferenciá-los e alguns exemplos

Na gestão financeira, muitas vezes é feita uma distinção entre custo fixo e variável. Se você tem uma empresa ou cuida do financeiro de uma, precisa entender essa diferença.

No artigo de hoje, vamos te mostrar a diferença entre custo fixo e variável, além de te mostrar alguns exemplos práticos desses dois tipos de custo.

Vamos lá?

O que é custo fixo e variável?

Os custos variáveis mudam com a atividade ou volume de produção. Em comparação, os custos fixos permanecem constantes, independentemente da atividade ou volume de produção.

De maneira geral, todo e qualquer custo pode ser enquadrado como custo fixo ou custo variável, não há uma terceira opção.

Custos variáveis são custos inventariados, ou seja, dependem do inventário / da produção da empresa.

Os contadores alocam custos fixos às unidades de produção. Em seguida, esse custo é multiplicado pela quantidade de produto produzido, gerando assim o custo variável final.

Custos fixos, por outro lado, são todos custos que não são custos inventariados. Todos os custos que não flutuam diretamente com o volume de produção são custos fixos.

Ao comparar o custo fixo e variável ou quando se tenta determinar se um custo é fixo ou variável, basta pensar se o custo específico mudaria se a empresaparasse sua produção ou suas principais atividades.

Se a empresa continuasse a incorrer no custo, isso é um custo fixo. Se a empresa não incorre mais no custo, então é mais provável que seja um custo variável.

Veja a tabela a seguir sobre a diferença entre custo fixo e variável:

Custo Fixo Custo Variável
Definição Custos que não mudam em relação ao volume de produção Custos que variam / mudam dependendo do volume de produção da empresa
Quando a produção aumenta Custo fixo total permanece o mesmo Custos variáveis totais aumentam
Quando a produção diminui Custo fixo total permanece o mesmo Diminuição total dos custos variáveis
Exemplos Aluguel de máquinas e galpões; seguro; depreciação Horas de trabalho; matéria-prima.

Entendendo o custo fixo e variável através de exemplos

Vamos te dar um exemplo de custo fixo e variável dentro de uma situação empresarial.

Suponha que a empresa ABC produza canecas de cerâmica por um custo de R$ 2 por caneca. Se a empresa produz 500 unidades, seu custo variável será de R$ 1.000. No entanto, se a empresa não produzir nenhuma unidade, ela não terá nenhum custo variável para produzir as canecas.

Por outro lado, um custo fixo não varia com o volume de produção.

Um custo fixo não muda com a quantidade de bens ou serviços que uma empresa produz, ele permanece o mesmo, mesmo que nenhum produto ou serviço seja produzido.

Usando o mesmo exemplo acima, suponha que a empresa ABC tenha um custo fixo de R$ 10.000 por mês para a máquina usada para produzir canecas.

Se a empresa não produzir canecas nenhuma caneca no mês, ainda terá que pagar R$ 10.000 pelo custo de alugar a máquina.

Por outro lado, se produz 1 milhão de canecas, seu custo fixo permanece o mesmo. Nesse caso, os custos variáveis mudam de zero para R$ 2 milhões neste exemplo.

Custo fixo e variável na tomada de decisão

Ao tomar decisões relacionadas à produção, os gerentes devem considerar custos fixos ou apenas custos variáveis?

De um modo geral, os custos variáveis são mais relevantes para as decisões de produção do que os custos fixos.

Por exemplo, se um gerente está decidindo entre manter níveis de produção constantes ou aumentar a produção, então os fatores primários nesta decisão serão os custos variáveis ou incrementais da produção de unidades adicionais de produção.

Não seriam os custos fixos relacionados às operações que não podem ser alterados e não mudarão com o nível de produção.

Portanto, nas instâncias mais simples, os custos fixos não são relevantes para a decisão de produção, e sim os custos variáveis.

Por outro lado, se a empresa estiver querendo reduzir custos, talvez opte por reduzir os custos fixos (procurar um aluguel mais barato, abrir mão de um software de gerenciamento, etc.)

Nesse caso, os custos fixos são os escolhidos para serem cortados ou diminuídos, ao invés dos custos variáveis.

Esperamos que este tenha sido um guia útil para você sobre custo fixo e variável. Para saber mais sobre gestão financeira, acesse:

CTA-KRK-2--Relat-rios--7

Natália Lima

Natália Lima

Co-Founder & CFO - Keruak Software. Carreira em Administração de Empresas. MBA em Controladoria e Gestão Estratégica. Para se ter sucesso basta dar o melhor de si e deixar os resultados com Deus.

Read More