/ Documentação

O que é razão social e como fazer essa escolha para a sua empresa?

Ao iniciar uma empresa, uma das dúvidas mais comuns entre os novos empreendedores diz respeito ao entendimento de o que é razão social. Muitas pessoas comentam sobre esse assunto, mas nem sempre se sabe o seu conceito e implicações.

O que é razão social? É a mesma coisa que nome fantasia? Qual a diferença entre eles? Preciso mesmo defini-la para começar a minha empresa?

Esses são alguns dos questionamentos recorrentes feitos por muitos empresários. Se você tem o desejo de empreender, ou se já deu os primeiros passos nessa jornada, você precisa entender o que é razão social e a sua diferença para o que é nome fantasia.

Dessa forma, desde os primeiros momentos da sua organização você poderá contar com uma boa gestão empresarial.

Algumas pessoas dizem que definir a razão social não é algo tão importante dentro de um negócio, mas não se engane.

A razão social tem a sua importância e deve ser definida com cautela, para que não haja nenhum tipo de arrependimento depois.

Continue a leitura do nosso artigo e você saberá exatamente o que é razão social, a sua diferença para nome fantasia e, ainda, como você pode fazer essa escolha para a sua empresa.

O que é razão social?

Para começar, é válido entendermos que toda empresa possui uma razão social. Essa é uma das informações mais básicas de qualquer empresa, juntamente com o seu endereço e CNPJ, Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica.

Assim, podemos afirmar que a razão social, ou até mesmo denominação social ou firma empresarial, como também pode ser chamada, é o nome jurídico da empresa.

A razão social é o termo que aparecerá em todos os contratos, escrituras e documentos da empresa.

Juntamente a bancos, quando necessário abrir contas ou realizar empréstimos, a razão social é o termo que será utilizado para fazer referência à empresa.

Esse termo será a representação da empresa em todas as instâncias governamentais do nosso país.

A importância da escolha da razão social

Agora que você já sabe o que é razão social, talvez esteja se perguntando por que essa escolha é tão importante.

Diante disso, vale destacar que, diferentemente do que ocorre com pessoas físicas, que podem ter homônimos, as pessoas jurídicas, ou seja, a razão social, precisam ter um nome exclusivo.

Não é permitido ter empresas, legalmente falando, com o mesmo nome. Portanto, quando você for iniciar o processo de abertura de uma empresa, é necessário se assegurar de que não existe outra razão social com o mesmo nome.

A repetição na escolha da razão social inviabiliza todo o processo na junta comercial ou no cartório.

Essa restrição em relação à razão social ocorre porque, assim, evita-se possíveis irregularidades.

Além disso, a razão social é a forma pela qual os seus parceiros e fornecedores irão te reconhecer.

Os seus consumidores também poderão conferir, em suas faturas, o valor daquilo que foi adquirido, bem como o nome da empresa, a partir da identificação da razão social.

Portanto, diante de todas essas finalidades da razão social, é essencial saber como escolher a melhor para a sua empresa.

Como escolher a razão social da sua empresa?

Agora que você já sabe o que é razão social e a sua importância para uma empresa, você pode, e deve, começar a pensar em como escolher a razão social da sua empresa.

O momento da escolha da razão social da sua empresa é um dos mais importantes no processo de criação de um empreendimento.

Nós já falamos da importância técnica que a razão social possui, mas, obviamente, existe uma relação de propósito do nome com a empresa.

Sendo assim, no momento de escolher qual a sua razão social, você deve pensar em algumas coisas.

Primeiro, é necessário que a razão social possua relação com a atividade, e como mencionado, com o propósito, que a empresa possui.

É importante que a razão social seja não muito longa e de fácil assimilação pelo seu público, fornecedores e parceiros.

Isso porque ela sempre estará impressa nos documentos da sua empresa e nomes difíceis podem prejudicar o trâmite e identificação da empresa.

Além disso, vale destacar que é necessário que a razão social seja o mais original possível. Isso significa que a sua razão social não deve ter similaridades com outras e nem com nomes fantasias já existentes.

Se isso acontecer, é possível confundir fornecedores e clientes o que pode causar um impacto negativo para a marca da sua empresa.

Ainda, na razão social, deve conter o ramo ou área de atuação da empresa.

Por último, deve aparecer, na razão social, a constituição legal que a empresa possui. Ou seja, como a empresa se classifica. É possível se enquadrar em um dos tipos de empresas a seguir:

  • MEI: essa é a abreviação para Microempreendedor Individual, pessoas que desempenham uma atividade autônoma e têm faturamento até R$81 mil;
  • ME:Microempresa, são as empresas que se encaixam no Simples Nacional e com faturamento menor que R$120 mil;
  • EPP: a Empresa de Pequeno Porte, de maneira resumida, possuem faturamento no ano fiscal entre R$120 mil e R$1,2 milhão;
  • LTDA: essa abreviação significa "limitada" e faz referência às empresas que possuem um número de sócios limitados;
  • S/A: esse é o termo utilizado para identificar as empresas classificadas como "sociedade anônima". São aquelas de capital aberto, com negociações na bolsa de valores e que, como consequência, possuem diversos acionistas.

Caso necessário, e desejado, é possível alterar a razão social na junta comercial. Contudo, vale lembrar, tal processo irá invalidar automaticamente a razão social antiga, sendo válida apenas a nova escolhida.

Diante do conceito de o que é razão social e de todas essas informações a respeito de como fazer essa escolha para a sua empresa, se faz necessário estabelecer a diferença entre o que é razão social e o nome fantasia de uma empresa.

O que é nome fantasia?

Você sabe o que é nome fantasia de uma empresa e a sua diferença para o que é razão social?

Em muitos momentos esses dois conceitos são confundidos, mas eles não são sinônimos e, por esse motivo, é importante diferenciá-los.

A razão social, como já dito, é o nome "oficial" da sua empresa, utilizado em todos os documentos e para identificação perante fornecedores, parceiros e, até mesmo, o governo.

Já o nome fantasia é o nome utilizado para ser conhecido, popularmente, pelo seu público alvo.

Esse nome é utilizado em campanhas de marketing e dá mais liberdade para a criação.

Entretanto, não escolha um nome fantasia muito distante da sua razão social. É importante que ambos tenham relação entre si.

Ainda, o nome fantasia pode ser muito decisivo para o sucesso ou não da empresa, visto que é o nome que estabelecerá relação direta com o público da empresa.

Então, esse nome fantasia deve estabelecer uma conexão de aproximação com o público, sendo, assim, atrativo e interessante ao mesmo.

Um nome difícil ou pouco impactante para a empresa pode afetar negativamente as vendas da sua empresa.

Tanto o nome fantasia quanto a razão social devem ser escolhidos com diligência para que tal decisão traga resultados positivos para a empresa.

Agora que você já sabe o que é razão social, é necessário se aprofundar em outros assuntos burocráticos necessários para o funcionamento de uma empresa. Um deles diz respeito ao enquadramento tributário do empreendimento. Você sabe quais são os tipos de regime tributário no nosso país? Confira aqui e saiba qual será o regime da sua empresa.

CTA-KRK-2-1

Natália Lima

Natália Lima

Co-Founder & CFO - Keruak Software. Carreira em Administração de Empresas. MBA em Controladoria e Gestão Estratégica. Para se ter sucesso basta dar o melhor de si e deixar os resultados com Deus.

Read More