Você já pagou o mesmo boleto ou passou o cartão duas vezes e, assim, fez um pagamento em duplicidade? Ainda que seja bem prejudicial, não é raro acontecer esse tipo de situação.

Isso pode comprometer o orçamento da sua empresa, ainda mais se for uma conta alta. No entanto, é possível contornar esse problema e ter o seu dinheiro de volta.

Nesse caso, você precisa conhecer as possíveis soluções e, por isso, escrevemos este artigo para falar melhor sobre esse assunto. Acompanhe a leitura!

Por que acontece o pagamento em duplicidade?

Manter um controle do pagamento das suas contas deve ser um hábito para que não ocorra o pagamento em duplicidade.

Nesse sentido, a falta de organização financeira é o principal motivo para pagar a mesma conta mais de uma vez. Então, um simples planejamento evitaria essa situação.

É importante que você organize as contas a pagar, as que já foram pagas e os seus respectivos comprovantes de pagamento.

Outro modo de evitar essa situação é acompanhar os agendamentos dos pagamentos, verificando os lançamentos futuros. Assim, você não corre o risco de esquecer que já agendou o pagamento de uma conta e pagar duas vezes.

Como reaver o dinheiro gasto no pagamento em duplicidade?

Ainda que você faça o controle dos pagamentos, vamos supor que, algum dia, ficou mais relaxado e pagou a mesma conta mais de uma vez. O que fazer nesse caso? A seguir, daremos algumas dicas.

Tentar negociar com o credor

O primeiro passo para reaver o seu dinheiro é entrar em contato com a empresa credora para que ela devolva o dinheiro de alguma forma.

Nesse caso, o credor pode reaver o valor pago ou oferecer um desconto de mesmo valor na próxima conta.

Esse é o melhor modo de solucionar o problema: a negociação direta. De qualquer forma, saiba que a lei resguarda você quanto a isso, ou seja, o credor é obrigado a devolver o dinheiro.

Entrar na justiça

Você entrou em contato com a empresa credora, mas ela se recusa a reaver o dinheiro. Então, o que fazer?

Nos casos de pagamento em duplicidade de contas de energia elétrica ou telefonia, a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) e a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) garantem na justiça os direitos dos consumidores.

Caso o credor não queira devolver o valor pago a mais pelo consumidor, ambas as agências penalizam a empresa com a exigência de fazer o dobro do pagamento com juros e correção monetária.

Então, caso você tenha pago R$ 1000 a mais na conta de luz, por exemplo, a empresa é obrigada na justiça a devolver R$ 2000.

Além desses órgãos, o Código de Defesa do Consumidor também ampara as pessoas que realizaram pagamento em duplicidade, sejam elas pessoas físicas ou jurídicas.

Antes de entrar na justiça para reaver esse dinheiro, é importante que você anote todos os protocolos de atendimento para comprovar que tentou resolver essa situação de forma amigável.

Como evitar o pagamento em duplicidade?

No início do texto, explicamos como acontece o pagamento em duplicidade e dissemos que ele pode ser facilmente evitado com a organização financeira, certo?

Agora vamos mostrar quais são os principais recursos que podem ser usados para que você não cometa mais esse erro. Confira!

Separe as finanças pessoais das finanças empresariais

Principalmente pequenos empreendedores estão acostumados a juntar as finanças pessoais e as empresariais, o que dificulta um controle rígido da situação financeira da sua empresa.

Dessa forma, o ideal é criar uma conta para o seu negócio e não usar para fins pessoais. Assim, as transações empresariais podem ser mais bem controladas e você não corre o risco de fazer pagamento em duplicidade, por exemplo.

Além disso, o controle facilita que você entenda como andam as finanças da sua empresa e perceba se existe mais dinheiro entrando do que saindo, o que contribui para uma melhor organização financeira.

Tenha uma área contábil

Outro erro comum de pequenos e médios empreendedores é não profissionalizar a área contábil do seu negócio. Ou seja, lidar com ele de uma forma amadora.

No entanto, para uma gestão financeira adequada, é fundamental contar com um serviço especializado nesse setor.

Desse modo, será possível organizar melhor as contas, reduzir o pagamento por multas e juros e, inclusive, evitar situações como o pagamento em duplicidade.

Lembre-se que a organização financeira está diretamente ligada à organização da sua empresa, então não pode ser negligenciada.

Conte com um software de gestão financeira

Profissionalizar a área contábil da sua empresa não significa, necessariamente, contratar vários colaboradores para trabalhar nela. Dependendo do tamanho do seu negócio, isso pode não ser necessário.

De qualquer forma, é importante ter recursos que viabilizem uma melhor gestão financeira, como um software especializado nisso.

Por meio dele, você consegue organizar as contas a pagar, a receber, pagas e a conta corrente. Além disso, pode acompanhar o andamento de cada fatura e, assim, evitar atrasos e multas.

Existem aplicativos que ainda fazem a emissão de cobranças e de notas fiscais, o que é fundamental para o controle financeiro da sua empresa.

Com isso, os dados são devidamente armazenados, proporcionando segurança e praticidade em todo o processo. Se você quiser contratar um contador, ainda é fácil transmitir essas informações para ele.

Portanto, um software de gestão financeira ajuda a reduzir as falhas humanas, como o pagamento em duplicidade, e favorece a redução de custos ao não precisar que você contrate muitos colaboradores para fazer tarefas contábeis rotineiras e burocráticas.

Desse modo, essa ferramenta apresenta diversas vantagens, como:

  • gestão do fluxo de caixa;
  • previsão de entradas e saídas de acordo com o período;
  • relatórios disponíveis com diferentes possibilidades de variáveis;
  • geração de gráficos;
  • filtros para controle de lançamentos;
  • demonstrativos de contas a pagar;
  • demonstração dos lançamentos através de planilha.

Enfim, o software pode facilitar bastante o controle financeiro da sua organização, o que evita o risco de fazer pagamentos em duplicidade, mas, para isso, é necessário escolher um aplicativo de qualidade.

Por isso, não deixe de testar gratuitamente o Keruak, você não paga nada se não gostar e pode se surpreender. Acesse keruak.com.br e inice seu teste agora mesmo.

Nova call to action