A internet está cada vez mais popular, e em tempos de pandemia se tornou a
maior ferramenta de pesquisa e entretenimento na vida das pessoas, sendo utilizada em casa, no trabalho e a lazer.

Segundo PwC Brasil (consultoria), 7 em cada 10 brasileiros fazem compras regulares pela internet.

Além disso, o site e-commerce Brasil afirma que 74% dos consumidores preferem a compra online.

Ou seja, investir em e-commerce é a tendência atual para aumentar os lucros de sua empresa.

Por isso, muitas empresas passaram a aderir ao modelo de loja virtual para manter e aumentar suas vendas.

Entretanto, este é um mercado cada vez mais competitivo e para se destacar nessa área, é preciso uma boa gestão e saber administrar esse tipo de negócio.

Como funciona o e-commerce?

O comércio online, também conhecido como e-commerce, é um site que permite vender produtos e serviços através da internet.

Nessa plataforma online, o cliente acessa a loja através de qualquer dispositivo eletrônico como: smartphone, tablet, computador ou notebook.

Esse modelo de comércio permite comprar online a qualquer hora do dia em qualquer lugar, desde que tenha acesso à internet.

Dentro da loja virtual, o cliente escolhe o produto ou serviço, realiza o pagamento através de boleto bancário, cartão de crédito ou depósito bancário.

Em um determinado prazo o produto será entregue ao comprador no conforto de sua casa.

É realmente um modelo simples e prático de negociar sem sair de casa.

E o melhor, é possível criar lojas virtuais de qualquer ramo, desde um e-commerce de tênis, até coisas mais inusitadas, como uma barber shop, onde é disponibilizado o serviço de barbearia em casa.

E o segredo para se destacar nessa área é saber como otimizar a gestão do seu e-commerce e gerar mais vendas. Com isso, mostraremos a seguir como isso deve ser feito:

1. Escolha da plataforma

Dentro das milhares plataformas de e-commerce existentes, deve verificar primeiramente qual condiz melhor com o estilo/nicho do seu negócio.

Verificar a parte financeira, ou seja, quanto tem de dinheiro para investir na loja virtual e quanto pensa em ter de retorno com ela.

Conhecer bem a empresa que irá contratar, ver quais benefícios ela dispõe, verificar se há algum tipo de manutenção no site, se não é preciso pagar alguma taxa amais por isso.

Quanto ao procedimento das compras, é preciso experimentar o fluxo que é feito pelo cliente final.

Analisado como será gerado o fluxo da compra, desde a escolha do produto até seu cadastramento e formas de pagamento. Ver como funciona esse fluxo, se é de fácil acesso e não chato ou longo, fazendo com que o cliente desista da compra.

2. Site acessível

Para quem pretende criar uma loja virtual, um dos principais pontos a observar é a acessibilidade do site. O e-commerce, apesar de muito popular, ainda causa certo receio nos usuários.

Por isso, layout geral do site precisa transmitir seriedade e passar credibilidade ao visitante. É importante que a loja possua um logotipo que represente a sua marca e que as cores do site representem as características da loja.

Assim como o comércio presencial, o e-commerce precisa ser organizado e visualmente bonito.

Outro fator super importante é a organização dos produtos ou serviços por categorias e características para facilitar as buscas feitas pelos usuários.

Pense que o site será como uma loja física, mas a pesquisa online exige ainda mais agilidade. Quanto mais prático e organizado for o site, mais os clientes permanecerão na página.

3. Conteúdo relevante

Outro ponto importante para otimizar a gestão de um e-commerce é oferecer um conteúdo relevante, através de um blog no próprio site. Para isso, fique atento(a) aos seguintes detalhes:

Títulos

É importante que os títulos possuam informações precisas e importantes sobre o produto para facilitar a localização pelos algoritmos de busca. Assim, também ficará mais fácil para o usuário encontrar as características essenciais do produto pesquisado.

Imagens de alta qualidade

As imagens de alta qualidade transmite confiança ao cliente e dão mais credibilidade à marca. Vale ressaltar que as imagens precisam ser de alta qualidade, mas não muito pesadas para não prejudicar o desempenho do site.

Para auxiliar, utilize programas de edição de imagem. Existem algumas versões gratuitas como Adobe Photoshop e Canva que podem ajudar a editar imagens para a sua loja virtual.

Especificações

O cliente, ao pesquisar online quer detalhes, portanto, descreva os produtos ou serviços com detalhes além dos especificados no título e na página inicial. É importante fornecer informações que não deixem dúvidas ao usuário.

4. Classificação

Outro fator super relevante para otimizar a gestão de um e-commerce é ter um espaço dedicado a opiniões, elogios e críticas dos usuários.

Assim, novos potenciais clientes podem verificar o nível de satisfação dos clientes anteriores e conhecer a qualidade dos produtos e serviços oferecidos por sua loja.

5. Formas de pagamento

Otimizar a gestão do seu e-commerce requer inovação em todas as áreas. Sendo assim, quanto mais formas de pagamento sua loja virtual tiver, maiores
as chances de vender.

Nem todas as pessoas se sentem seguras em fornecer o número do cartão de crédito em plataformas online. Por isso, a opção de boleto bancário é uma das principais formas de pagamento que não pode faltar em uma loja virtual.

Além disso, serviços de pagamento online como Paypal, Pagseguro e outros estão cada vez mais populares entre os clientes online.

Incluir essas novas formas de pagamento é uma maneira de ampliar a sua clientela. Além de fornecer a opção de pagamento com as bandeiras de cartão mais populares.

6. Redes Sociais

As redes sociais são excelentes aliadas para otimizar a gestão de um e-commerce. Isso porque elas são a fonte de informação da maioria dos brasileiros.

Através das redes sociais e boas estratégias de marketing digital, é possível aumentar os seus clientes, além de ser um excelente canal de comunicação.

7. Atendimento ao cliente

E para aumentar ainda mais o nível de satisfação dos clientes, invista em múltiplos canais de atendimento é um dos fatores mais relevantes para transmitir segurança ao usuário. Os clientes sentem-se mais seguros ao negociar com lojas virtuais que possuem canais de atendimento eficientes.

Por isso, dedique uma página do seu site às opções de atendimento, tais como:

● Canal de dúvidas frequentes;
● Atendimento por e-mail;
● Atendimento telefônico;
● Endereços de lojas físicas (se houver);
● Chat interativo.

8. Organização financeira

Investir em um e-commerce de qualidade exige investimentos e para isso é preciso um plano eficiente de organização financeira.

Um projeto de organização de suas finanças pode ser o diferencial entre obter
lucros ou ir à falência. Por isso, planeje cada detalhe do processo de otimização do seu e-commerce.

Já existem no mercado softwares de gestão financeira que podem ajudá-lo a otimizar seu e-commerce e reduzir o seu trabalho.

Então essas são algumas recomendações que poderá ajudar na otimização do desempenho de uma loja online.

Caso ache complicado desenvolver esse tipo de negócio, não hesite em buscar por profissionais da área.

Estude bem para saber quais soluções sua marca precisa para engajar melhor na internet.

KRK - Vendas - DRE