/ Gestão Financeira

Guia completo: gestão financeira para pequenas empresas

Para ter sucesso com as finanças de um empreendimento, é preciso realizar uma administração estratégica desse setor dentro da empresa. E, para aplicar a estratégia certa, é necessário entender a realidade do seu negócio; por esse motivo, queremos falar com você sobre gestão financeira para pequenas empresas.

A gestão de empresas menores pode se parecer, em muitos aspectos, com a gestão de um empreendimento maior. Apesar disso, existem algumas especificações que devem ser levadas em consideração.

Sem se atentar à realidade de uma pequena empresa, será mais fácil cometer erros que, futuramente, podem custar caro.

Assim sendo, com o artigo de hoje, iremos te explicar tudo o que você precisa saber sobre gestão financeira para pequenas empresas.

Continue a leitura!

O que é gestão financeira?

Precisamos começar nossa conversa esclarecendo o conceito de gestão financeira. Como você já deve imaginar, a gestão financeira de um empreendimento envolve todas as práticas relativas às finanças da empresa.

Quando falamos em finanças, podemos pensar no planejamento para o uso desses recursos e, ainda, para cumprimento de obrigações legais.

Obviamente, deve-se envolver na gestão financeira não somente o planejamento do uso desses recursos, mas o que é, de fato, gasto.

Quando as finanças de um empreendimento são gerenciadas de maneira correta, é possível observar o seu crescimento de maneira saudável.

E, diante de uma vida financeira saudável, mesmo com dificuldades ao longo do caminho, será muito mais fácil lidar com elas.

Como fazer gestão financeira para pequenas empresas?

Bom, agora que já clarificamos o conceito de gestão financeira, podemos falar desse tipo de gestão voltado para pequenas empresas.

Agora, vamos te mostrar algumas práticas que não podem faltar dentro da sua gestão. Seguindo o que vamos te falar a seguir, você saberá exatamente como realizar uma boa gestão financeira para a sua pequena empresa, que realmente traga bons resultados para o seu negócio. Vamos lá?

Planejamento financeiro

Como mencionamos brevemente, o planejamento financeiro é parte essencial de uma boa gestão de finanças.

O planejamento financeiro irá prever situações que podem ocorrer dentro da empresa, sejam elas positivas ou negativas. Com essas projeções, a empresa pode se preparar para lidar da melhor maneira com o que está por vir.

O planejamento, então, é essencial para o sucesso de um empreendimento.

Lógico que algumas situações podem ser imprevisíveis, mas quanto mais você estiver preparado, melhores condições você terá para lidar com elas e, consequentemente, melhores serão os resultados obtidos.

2019Maio29-KERUAK-campanha-CTA-DRE-semlogo-v2

Fluxo de caixa

Você sabe o que é fluxo de caixa? Sabe da importância em mantê-lo atualizado e positivo?

O entendimento do significado desse termo é bem simples: fluxo de caixa corresponde a todas a entradas e saídas de uma empresa, ou seja, todas as suas movimentações financeiras.

As entradas são de extrema importância porque são a receita do empreendimento. Logo, são necessárias para sua sobrevivência.

As saídas são todos os valores retirados do seu negócio, seja para arcar com fornecedores ou outros tipos de custos e despesas necessários para que a empresa funcione.

O fluxo de caixa deve registrar tudo o que é entrada e tudo o que é saída.

Se a diferença entre entradas e saídas for negativa, significa que o empreendimento teve mais gastos e despesas do que receitas. O que, obviamente, é prejudicial para a vida financeira do negócio.

Caso essa diferença seja positiva, o empreendimento obteve lucro.

O fluxo de caixa existe independente dos gestores de uma empresa realizarem o seu controle ou não.

Mas é claro que fazer o controle do fluxo do caixa é a atividade que irá trazer dados assertivos para a empresa.

A partir desses dados, se torna possível realizar análises a respeito do desempenho da empresa e, assim, pode-se tomar decisões cada vez melhores para o empreendimento.

Controle de estoque

Infelizmente, o controle de estoque é uma prática subestimada por muitos empresários em diversos segmentos do mercado.

Se você trabalha com produtos, você precisa realizar um bom controle de estoque para ter sucesso no seu empreendimento.

O controle de estoque é essencial para que você sempre saiba, exatamente, o que você tem no seu empreendimento.

Por exemplo, se você é proprietário de um restaurante e possui um cardápio para oferecer para os seus clientes, você deve ter certeza de que possui em estoque os ingredientes necessários para fazer o que está sendo oferecido.

E, por isso, o controle adequado do seu estoque será de grande ajuda.

Se colocando no lugar do seu cliente, do seu consumidor, você pode concordar que é desagradável quando você acredita que poderá realizar determinado pedido, mas quando o faz, é informado que não há disponibilidade dos ingredientes necessários.

Essa é uma quebra de expectativa muito grande que pode ocasionar em insatisfação e redução de receita.

Além disso, o controle de estoque, quando feito de maneira eficaz, auxilia diretamente na sua gestão financeira.

O planejamento necessário para realizar o controle faz com que você preveja custos, se prepare financeiramente e nunca fique em falta com nenhum produto específico.

Apesar de muitos empreendedores ignorarem essa tarefa, você só tem a ganhar ao realizar um bom controle de estoque. Não perca a oportunidade de começar a realizar essa tarefa o mais cedo possível.

Indicadores financeiros

Engana-se quem acha que indicadores financeiros são necessários apenas para grandes empresas. Para realizar uma adequada gestão financeira para pequenas empresas também é necessário fazer uso desses indicadores tão importantes.

O uso de métricas dentro da gestão financeira é de extrema importância para ter controle da mesma, entendendo o que está acontecendo e quais são as atitudes que devem ser tomadas buscando melhorias.

Os indicadores irão apontar os resultados que estão sendo obtidos pela sua empresa, além de indicar o que precisa ser melhorado.

Dessa forma, você pode direcionar os esforços da sua equipe para aqueles pontos que precisam ser trabalhados com mais urgência.

Com o uso de demonstrativos financeiros, você não caminha às cegas e, por isso, acaba ganhando em produtividade e otimização de tempo da sua equipe.

Agora que você já aprendeu os principais pontos necessários para realizar uma boa gestão financeira para pequenas empresas, que tal aprofundar o seu conhecimento a respeito dos indicadores financeiros mais utilizados? Leia: Os 9 principais indicadores financeiros que você deve acompanhar!

2019Maio29-KERUAK-campanha-CTA-DRE-semlogo-v1-1

Natália Lima

Natália Lima

Co-Founder & CFO - Keruak Software. Carreira em Administração de Empresas. MBA em Controladoria e Gestão Estratégica. Para se ter sucesso basta dar o melhor de si e deixar os resultados com Deus.

Read More