/ Finanças

Você sabe o que é conciliação bancária? Aprenda como fazer a sua

Se você é empreendedor, gostando ou não de finanças, essa é uma área da empresa que deve dominar. Sendo assim, quando falamos em gestão empresarial financeira, a conciliação bancária é um assunto que deve estar interligado.

A conciliação bancária faz parte do controle financeiro que, quando feito de maneira eficaz, é parte importante para que uma empresa tenha boas práticas e se mantenha competitiva no mercado em que está inserida.

Para que tal controle seja bom, é necessário contar com organização para que, então, erros sejam evitados.

Nesse sentido, é importante não apenas saber o que é conciliação bancária, mas também como fazê-la de modo a garantir a eficiência dos seus processos internos.

Ao final da leitura do artigo de hoje, você saberá exatamente o que esse termo significa e como você pode realizar a conciliação bancária dentro da sua empresa. Vamos aprender mais?

O que é conciliação bancária?

Entender o que é conciliação bancária é bem simples. Esse termo faz referência à prática de conferência regular das contas bancárias da empresa.

Contudo, a conciliação bancária é, além da conferência das contas, a análise da movimentação da empresa , ou seja, de seu controle interno, em relação a informações externas.

Dessa forma, podemos afirmar que a conciliação bancária consiste em comparar o saldo de uma conta com informações externas à contabilidade da empresa, como o extrato bancário.

A periodicidade da conciliação bancária irá depender de cada empresa. Cada uma tem um perfil e uma quantidade específica de movimentações financeiras.

Obviamente, quanto maior forem as movimentações, menor será a periodicidade para a realização da conciliação bancária.

Logo, pode ser que a conciliação seja feita diariamente, mensalmente ou, até mesmo, anualmente.

Entender o que é conciliação bancária não é difícil, mas ao longo do artigo iremos explorar outros aspectos desse tema para que você o entenda ainda melhor.

Com certeza, você deve estar interessado em saber quais benefícios essa prática pode trazer para a sua empresa , não é mesmo? Então continue a leitura.

Os benefícios da conciliação bancária

A prática da conciliação bancária pode ser muito útil para as empresas pelas diversas vantagens que apresenta.

Confira a seguir os benefícios que listamos:

  • Maior segurança, para os empresários, de que as movimentações da empresa estão sendo registradas de maneira correta
  • Possibilita monitoração mais efetiva do fluxo de caixa;
  • Protege o caixa ativo da empresa;
  • Aponta possíveis irregularidades;
  • Identifica erros que podem ter ocorridos, seja na gestão interna da empresa ou no próprio banco;
  • Realiza a verificação de registros internos em comparação aos registros proporcionados pelo banco;
  • Entre outros.

Com certeza, se a conciliação bancária for feita com diligência, você observará todos esses benefícios na sua gestão.

Para o quê serve a conciliação bancária?

A conciliação bancária cumpre alguns objetivos principais. Como já mencionamos, ela é essencial para a organização da gestão interna de uma empresa.

Além disso, através da conciliação bancária é possível evitar que erros sejam cometidos, diminuindo, assim, a necessidade de retrabalhos e a instabilidade financeira do empreendimento.

Ademais, podemos destacar que, com a prática de verificação de contas, o fluxo financeiro da empresa se torna muito mais transparente.

Podemos afirmar, então, que a conciliação bancária poderá auxiliar na tomada de decisões conscientes a partir da transparência do processo.

Ainda, a conciliação bancária serve para que o gestor financeiro possa fazer uma projeção mais realista do fluxo de caixa, visto que mesma proporciona as informações necessárias para que se saiba, exatamente, como andam as movimentações da empresa.

Sendo assim, a conciliação bancária é uma ferramenta essencial para que sejam evitadas surpresas na contabilidade da empresa.

A importância dessa prática dentro de uma empresa é inegável, mas você sabe como fazer conciliação bancária dentro da sua empresa?

Se a resposta for não, você tem que continuar lendo o nosso artigo, porque agora iremos te mostrar exatamente como realizar essa prática.

Como fazer conciliação bancária?

A conciliação bancária é uma atividade dentro das empresas que deve e/ou pode ser realizada por um gestor financeiro.

Se você é a pessoa que desempenha essa atividade, fique atento ao que vem a seguir. Caso você não seja o responsável pela conciliação bancária, fique atento também.

Assim você pode repassar, com detalhes, o que deve ser feito para que a conciliação bancária seja realizada com eficiência.

Agora é o momento em que vamos entender, na prática, como fazer conciliação bancária. Esse processo envolve alguns passos essenciais e nós vamos te mostrar cada um deles. Vamos lá?

Registro de contas

O primeiro passo é fazer o registro, diário, da movimentação nas contas bancárias da empresa. Tudo o que sai e tudo o que entra deve ser devidamente registrado.

Mais uma vez, o processo de conciliação bancária possibilitará transparência para a empresa.

Com a organização e prestação de contas em dia, o processo como um todo será facilitado. Dessa forma, a avaliação será feita de maneira correta.

Conferência de contas

Esse segundo passo diz respeito à conferência do saldo das contas bancárias. Normalmente, muitas pessoas julgam esse passo mecânico e repetitivo e esse pensamento ocasiona erros.

Contudo, esse é um dos momentos mais importantes da conciliação bancária.

É preciso que os saldos iniciais e os finais apontados pelo controle interno estejam de acordo com o que o banco informa.

Verificação e correção

A conciliação bancária abrange, além da conferência dos saldos, a verificação de outras informações igualmente importantes.

Como as datas nas quais as movimentações ocorreram e, ainda, a data de vencimento das obrigações - sejam elas tributárias ou não - da empresa.

Depois que toda a verificação é realizada, é preciso corrigir possíveis inconsistências encontradas durante o processo.

Armazenamento

Por último, é necessário realizar o armazenamento de documentos, utilizados durante o processo de conciliação bancária, que sejam úteis para a contabilidade da empresa.

Como exemplo podemos citar notas fiscais, extratos bancários, comprovantes de pagamento entre outros.

Viu? A conciliação bancária é mais simples do que parece, mas esse fato não anula a necessidade de a mesma ser feita com cautela e periodicidade.

Se você ainda tiver dúvidas sobre conciliação bancária, sinta-se à vontade para entrar em contato conosco.

A conciliação bancária é apenas um dos muitos aspectos relevantes quando falamos em contabilidade. Por esse motivo, recomendamos que você leia nosso guia de Contabilidade Financeira para se informar mais sobre outros aspectos relevantes nessa área. Basta clicar aqui.

CTA-KRK-3 (Contratos)

Natália Lima

Natália Lima

Co-Founder & CFO - Keruak Software. Carreira em Administração de Empresas. MBA em Controladoria e Gestão Estratégica. Para se ter sucesso basta dar o melhor de si e deixar os resultados com Deus.

Read More