/ Gestão Financeira

Conheça os tipos de notas fiscais e suas diferentes finalidades

A nota fiscal é um documento muito importante dentro de qualquer empresa. Esse documento serve para comprovar a venda e compra de produtos e mercadorias, sendo assim, é essencial para o controle interno e cumprimento da legislação. Contudo, você sabia que existem diferentes tipos de notas fiscais?

No cotidiano de uma empresa, a nota fiscal cumpre diversos propósitos: através deste documento, é possível contar com a garantia do cálculo exato dos tributos que devem ser recolhidos, além, é claro, da comprovação da entrega de produtos ou serviços.

Ainda, a nota fiscal pode ser utilizada para regularizar transações, doações e empréstimos. Além, obviamente, de contribuir para uma boa gestão das finanças dentro da sua empresa.

Entretanto, muitas pessoas não possuem o conhecimento dos diferentes tipos de nota fiscal que existem e, por esse motivo, podem não fazer o uso correto desse documento.

Nesse sentido, faz-se necessário o aprofundamento a respeito desses tipos de notas fiscais para que erros desnecessários não venham a prejudicar a sua empresa.

Ao terminar a leitura de hoje, você terá o conhecimento preciso dos tipos de notas ficais mais usuais e suas respectivas aplicações.

Quais tipos de notas fiscais são mais comuns?

A emissão de notas fiscais faz parte do cotidiano de toda empresa, contudo, como muitas pessoas não sabem, existem diversos tipos de nota fiscais e cada um irá cumprir uma determinada finalidade.

A empresa, dependendo do seu enquadramento tributário, deverá emitir certos tipos de notas fiscais, não sendo necessário realizar a emissão de todas.

Para que se saiba qual nota fiscal você deverá emitir, é importante conhecer quais são os tipos de notas fiscais existentes.

No nosso artigo de hoje, iremos destacar para você, os tipos de notas fiscais mais comuns. Continue a leitura e aprenda quais são!

NF-e (Nota Fiscal eletrônica)

A nota fiscal eletrônica é um dos tipos de notas fiscais mais comuns. Antes do seu uso, as notas fiscais eram emitidas manualmente, no papel físico.

Essa prática manual auxiliava, diretamente, na burocratização dos processos, contribuindo para uma maneira pouco efetiva da administração financeira.

Contudo, a criação da NF eletrônica, em 2005, facilitou os processos internos das empresas, trazendo praticidade e dinamicidade aos mesmos.

Para a empresa, os benefícios da nota fiscal eletrônica são nítidos: otimização de tempo, diminuição de custos com impressão do documento e maior segurança na aquisição de um certificado digital.

Já para o consumidor, como benefícios do uso da nota fiscal eletrônica, podemos citar os que se seguem: redução de erros no preenchimento da nota, garantia total da devolução ou troca daquilo que foi adquirido, diante de seu armazenamento digital.

Para algumas empresas, a emissão da nota fiscal eletrônica é obrigatória. A seguir, temos uma lista com os tipos de empresa, de acordo com o seu porte, que devem realizar tal emissão:

Como é possível observar, praticamente toda e qualquer empresa deverá fazer a emissão da nota fiscal eletrônica. Por isso, não deixe de aprofundar o seu conhecimento nesta entre os tipos de notas fiscais existentes.

NFC-e (Nota Fiscal ao Consumidor eletrônica)

Dentre os tipos de notas fiscais, a NFC-e foi criada para substituir outros dois documentos: o cupom fiscal que, usualmente, é emitido por uma impressora do tipo ECF e a nota fiscal de venda ao consumidor.

Esse tipo de nota fiscal é um dos mais comuns, pois é emitido em larga escala no varejo e no comércio.

Assim como no tipo de nota fiscal que citamos acima, a NFC-e possui a vantagem de ser digitalizada.

Dessa forma, o consumidor pode, a qualquer momento, ter acesso ao documento, sendo que sua execução é feita diretamente em contato com a Secretaria da Fazenda local o que irá contribuir para evitar fraudes de maneira efetiva.

A empresa que faz uso da NFC-e ganha credibilidade com os seus clientes e faz uso de uma transmissão em tempo real.

Contudo, algumas empresas, e pessoas jurídicas, não precisam emitir esse tipo de nota fiscal. São elas:

  • MEI;
  • Produtor agropecuário;
  • Empresa de transporte de passageiro;
  • Entre outros.

Essa definição, de quais empresas não são obrigadas a emitir este dentro os tipos de notas fiscais, se encontra explicitada na Lei nº 123.

NFS-e (Nota Fiscal de Serviços eletrônica)

Esse tipo de nota fiscal é essencial para que as empresas permaneçam em dia com suas obrigações legais.

A NFS-e é emitida, especificamente, por empresas que prestam serviços. Esse modelo comprava as atividades que foram realizadas e o recolhimento dos impostos sobre o que foi realizado.

Como os outros tipos de notas fiscais citados no nosso artigo, a NFS-e é digital. Logo, seu armazenamento é mais seguro e de fácil acesso, sendo possível enviá-la para o cliente por e-mail.

Além do fácil acesso, a praticidade em emitir uma nota fiscal de serviços faz com que ela seja amplamente utilizada pelas empresas em suas rotinas.

De forma geral, podemos destacar que as empresas que devem emitir esse tipo de nota fiscal são as que prestam serviços sendo contribuintes do ISS (Imposto Sobre Serviços).

CT-e (Conhecimento de Transporte eletrônico)

Por último, dentre os tipos de notas fiscais existentes, queremos destacar o documento denominado Conhecimento de Transporte eletrônico.

Talvez esse seja um dos documentos menos conhecidos dentre o que citamos aqui, mas sua importância não pode ser diminuída.

Este documento fiscal é utilizado para a o transporte de cargas e mercadorias, por meio de transportes aéreos, ferroviários, fluviais ou rodoviários.

A ideia da criação da CT-e foi para diminuir erros e problemas entre remetente e destinatário no transporte de cargas e mercadorias.

Quando passou a vigorar, a CT-e veio substituir diversos tipos de notas fiscais diminuindo, assim, a burocratização desses processos.

Dessa forma, o transporte de cargas, hoje, é feito de maneira muito mais ágil e segura.

Conhecer os tipos de notas fiscais existentes é um dos passos necessários para realizar uma boa administração financeira.

Contudo, existem diversos outros aspectos pertinentes à vida financeira da sua empresa que devem ser levados em consideração na sua gestão.

Agora que você já conhece os tipos de notas fiscais mais importantes, você pode se aprofundar em outros aspectos contábeis igualmente importantes para a sua empresa. Para saber mais, basta conferir o nosso artigo sobre o assunto: Prática contábil: o que um empreendedor precisa saber.

Natália Lima

Natália Lima

Co-Founder & CFO - Keruak Software. Carreira em Administração de Empresas. MBA em Controladoria e Gestão Estratégica. Para se ter sucesso basta dar o melhor de si e deixar os resultados com Deus.

Read More