/ Gestão Financeira

Prática contábil: o que um empreendedor precisa saber

Empreender nunca foi fácil: esse é um desafio que envolve muita coragem e determinação. Em muitos momentos, é necessário simplesmente estufar o peito e seguir em frente sem saber exatamente ao certo o que vai acontecer. No meio de tantas oportunidades, é preciso ter um bom conhecimento em várias áreas. Por exemplo, noções de prática contábil são essenciais para qualquer empreendedor.

Ao abrir uma empresa, é necessário se atentar a diversos aspectos legais e contábeis.

São muitos processos que precisam ser realizados e, se você, como empreendedor, não tiver o mínimo de conhecimento nessas áreas, o resultado pode ser negativo.

Mas não há maiores motivos para se preocupar. No nosso post de hoje nós queremos te ajudar a atender um pouco mais da prática contábil.

Nós iremos trazer alguns conceitos fundamentais para você que está iniciando a sua vida no empreendedorismo e precisa ter noções básicas de contabilidade para não contadores.

Então, continue a leitura e fique por dentro da prática contábil que você precisa saber.

O que é regime tributário?

O primeiro termo da prática contábil que queremos trabalhar com você é o regime tributário. Talvez você já tenha ouvido um termo parecido: enquadramento tributário. Eles são sinônimos.

O regime tributário nada mais é do que um conjunto de regras que definem quais impostos deverão ser pagos pela empresa e como esse lançamento tributário será feito.

Atualmente, existem, basicamente, três tipos de regime tributário: o Simples Nacional, o Lucro Presumido e o Lucro Real.

Ainda, existe um outro tipo de regime tributário, o Lucro Arbitrado que é utilizado em alguns casos específicos.

Para se aprofundar mais nesse último tipo de regime tributário, você pode ler o nosso artigo: O que é lucro arbitrado e quando aplicá-lo no meu negócio?

Clicando no link do artigo acima você poderá entender exatamente o que é o lucro arbitrado e quais são as suas possíveis aplicações.

Entre os três que citamos anteriormente, o Simples Nacional é o mais utilizado por novos empreendedores.

E, por isso, é extremamente importante que você saiba o que é o Simples Nacional e como esse regime afeta o seu dia a dia.

Saiba o que é o Simples Nacional

O Simples Nacional foi pensado especialmente em micro e pequenas empresas. Sua intenção foi facilitar todo o procedimento de pagamento de impostos.

Todo novo empreendedor precisa pagar oito impostos. Se não fosse pelo Simples Nacional, seria necessária uma guia de pagamento para cada um desses oito, com uma data de pagamento também diferente.

Com o Simples Nacional todos esses impostos são determinados em uma única guia, com uma única data de pagamento.

Escolher o regime tributário correto é uma prática contábil das mais importantes ao se construir uma empresa. Por isso, não tenha pressa ao dar esse passo no seu empreendimento.

Outro conceito importante da prática contábil que precisamos te deixar por dentro é o de relatórios financeiros.

O que é relatório financeiro e quais são os principais na prática contábil?

Na prática contábil cotidiana é muito comum nos depararmos com o termo de relatórios financeiros.

Esses relatórios, que também podem ser chamados de demonstrativos financeiros, são documentos que revelam a situação das finanças da sua empresa.

Eles são extremamente úteis para auxiliar na organização e na tomada de decisão dentro das empresas.

Os relatórios financeiros são importantes porque através deles é possível ter um panorama geral de tudo o que tem sido feito na empresa relativo às finanças.

A empresa está devendo? Existem contas a ser recebidas? É necessário, e até mesmo é possível, fazer um empréstimo?

Os demonstrativos financeiros podem te dar todas essas respostas e ainda mais. Se você já possui a sua empresa, mas ainda não tem essa prática contábil de fazer relatórios financeiros, não perca mais tempo. Implemente-os já no seu cotidiano.

Aprenda o que é o Demonstrativo do Resultado do Exercício

Além de auxiliar na visão sistêmica da empresa, tais relatórios possuem a finalidade de cumprir com obrigações fiscais exigidas pelo governo.

É o caso da DRE, um dos tipos de relatórios financeiros. A DRE, cuja sigla significa Demonstração do Resultado do Exercício, é um relatório exigido pelo governo federal para algumas empresas.

De acordo com a lei nº 11.638/2007, as empresas que precisam, obrigatoriamente, fazer e arquivar a DRE são as sociedades anônimas e as sociedades limitadas.

Mas é muito comum usar a DRE não apenas para cumprir com essa questão fiscal do governo, mas também para controle interno.

A DRE é um tipo de relatório que demonstra de maneira resumida, e com uma visualização vertical, os resultados apurados das operações que foram realizadas em determinado período.

Tradicionalmente, os dados que constam em uma DRE são os que se seguem:

Receita bruta

– Deduções

= Receita líquida

– Custo das vendas

= Lucro bruto que foi obtido

– Despesas com as vendas que foram realizadas

– Despesas comuns administrativas

– Despesas gerais financeiras

= Resultado operacional líquido

– Despesas extra, que são operacionais

= Resultado antes do IR (Imposto de Renda) e CS (Contribuição Social)

– Provisões IR e CS

= Resultado líquido

Ao seguir essas diretrizes e discriminar todos esses dados você tem uma DRE pronta para servir como um documento que vai trazer mais organização para a sua empresa.

Uma simples e eficaz dica de prática contábil

Para finalizar o nosso artigo sobre prática contábil, queremos te dar uma dica infalível para a sua empresa.

É uma dica simples e eficaz: realize um controle de contas a pagar e a receber. Através desse controle é possível ter uma maior visibilidade sobre o que está por vir dentro de um período.

Essa visibilidade acaba atuando como um importante diferencial no mercado de hoje que tem se demonstrado cada vez mais competitivo.

Por meio desse simples controle a sua empresa tem uma vida financeira mais saudável e, dessa forma, pode-se tomar decisões com mais assertividade e segurança.

Para se aprofundar ainda mais a respeito dessa prática contábil, confira o nosso artigo Controle de contas a pagar e a receber: o passo a passo. Com esse manual você terá todas as informações necessárias para começar a utilizar essa ferramenta que auxiliará a sua empresa a alcançar melhores resultados a partir de uma boa gestão financeira.

Natália Lima

Natália Lima

Co-Founder & CFO - Keruak Software. Carreira em Administração de Empresas. MBA em Controladoria e Gestão Estratégica. Para se ter sucesso basta dar o melhor de si e deixar os resultados com Deus.

Read More