Custo de produção: como calcular sem errar

Contadores, investidores, empresários e analistas de mercado são todos confrontados com a tarefa de gerenciar custos. As despesas da atividade empresarial atuam como sinais para os atores econômicos, explicando as condições passadas e prevendo as futuras. Você sabe como calcular o custo de produção do seu produto?

Os produtores precisam calcular os custos para prever despesas futuras e avaliar seu próprio desempenho. Saber esse índice é essencial para que você para precificar seu produto para o atacado e o varejo.

Sem ter esse valor bem definido, corre-se o risco de se obter índices de lucratividade muito baixos, o que pode ser ruim para a saúde financeira da organização.

Por isso, no artigo de hoje nós vamos te mostrar como calcular o custo de produção do seu produto. Mas disso, vamos lembrar brevemente o que é o custo de produção.

Alguns artigos que podem ser úteis para você:

O que é custo de produção?

O custo de produção unitário é o valor total gasto para a fabricação daquele produto. Esse valor é imprescindível para precificar os produtos e vender a preços coerentes.

Nesse caso, ignora-se os custos fixos no cálculo do custo de produção unitário, uma vez que os custos fixos podem estar fora do controle das operações e a principal preocupação é avaliar a eficiência da produção.

Leitura recomendada: Custo fixo e variável: como diferenciá-los e alguns exemplos

Por exemplo, se uma empresa compra novos equipamentos de TI para otimizar as funções administrativas e de vendas, a inclusão dessas compras de capital na fórmula de custo unitário aumentará o custo unitário total.

Da perspectiva financeira geral da empresa, isso pode ser preciso, mas não reflete a eficiência da produção durante o período em que a compra de capital é feita.

Essa variação do custo unitário é frequentemente chamada de custo das mercadorias vendidas e normalmente é um índice gerado para uso interno da empresa.

Já o custo de produção total de uma empresa é a despesa total incorrida pelo processo de produção de uma empresa durante um determinado período.

A administração e os investidores geralmente comparam isso com a receita total para determinar a lucratividade de uma empresa.

Basicamente, o custo de produção total de uma empresa é o valor total gasto para ela permanecer em funcionamento durante um período de tempo (ex.: um mês ou um ano).

Como calcular o custo de produção unitário?

O custo de produção unitário é a soma dos custos diretos utilizados na produção de um único produto.

Como já explicamos anteriormente, para que esse valor seja o mais exato possível ele deve considerar todos os tipos de custos envolvidos (incluindo os fixos, variáveis, etc.).

No entanto, se utilizássemos todos esses valores, não conseguiríamos de fato medir a eficácia da operação de produção nas empresas.

Além disso, conhecendo o custo de produzir um produto específico, a empresa será mais capaz de determinar um preço de venda para esse produto.

Sendo assim, o valor de custo de produção por unidade de produto leva em consideração apenas os custos utilizados diretamente na produção do produto, como as matérias-primas, o aluguel de máquinas para produção, etc. Veja a fórmula:

Custo de produção unitário = matérias-primas + mão de obra direta + custos direto de produção

Como calcular o custo de produção total de uma empresa?

Já o custo de produção total de uma empresa é um pouco mais complexo de calcular. Ele leva em o custo total de produzir todo o estoque para um determinado período de tempo.

Isso é composto de custos diretos e indiretos, como mão de obra, folha de pagamento, aluguéis, etc. As empresas usam o custo de produção para determinar com que eficiência estão produzindo seus produtos.

Se uma empresa for eficiente e mantiver um baixo custo de produção, aumentará o lucro de cada venda. Se uma empresa for ineficiente e tiver um custo de produção maior, a empresa diminuirá seu lucro de cada venda.

Para descobrir o custo de produção anual de uma empresa junte todos os custos durante o ano associado à produção.

Isso inclui custos fixos, como o espaço de aluguel usado para produzir o produto, e os custos variáveis ​​totais, como os custos de matéria-prima.

Por exemplo, a empresa A gastou R$ 50.000 para alugar em uma instalação de produção, R$ 4.000 para matérias-primas, R$ 25.000 em custos de mão-de-obra para produzir seus produtos e R$ 10.000 de vários custos indiretos, como eletricidade, produzindo 40.000 produtos. O custo total para produzir para o ano é igual a R$ 89.000. Esse é o seu custo total de produção.

Para descobrir a média de custo de cada unidade vendida, primeiro é preciso determinar o número total de unidades produzidas durante o ano. Isso é igual ao estoque total vendido durante o ano mais a diferença entre o estoque final e o estoque inicial.

Por exemplo, a Empresa A usou os custos mencionados anteriormente para produzir 40.000 produtos.

Divida o custo de produção pelo total de unidades para obter o custo médio para produzir uma unidade. Em nosso exemplo, divida R$ 89.000 por 40.000 unidades, o que equivale a um custo de R$ 2.225 por unidade produzida.

Como já falamos, o custo de produção é um índice muito utilizado para que se calcule quanto de lucro é possível obter com determinado produto ou grupos de produtos.

Pensando nisso, preparamos um artigo para que você tire todas as suas dúvidas sobre lucratividade, agora que você já sabe como calcular seu custo de produção. Leia: Margem de lucro: quais os seus tipos e como calcular cada um deles.

CTA-KRK-1--NFE-e-Cobran-as-

Natália Lima

Natália Lima

Co-Founder & CFO - Keruak Software. Carreira em Administração de Empresas. MBA em Controladoria e Gestão Estratégica. Para se ter sucesso basta dar o melhor de si e deixar os resultados com Deus.

Read More