Você sabia que é possível tirar dados bastante úteis do Balanço Patrimonial (BP) da sua empresa? Para isso, é necessário estar atento à estrutura e análise de balanços.

O principal objetivo do Balanço Patrimonial é proporcionar informações precisas sobre a contabilidade e a situação financeira de uma organização durante um período, que costuma ser de um ano.

Além disso, vale destacar que esse documento é obrigatório para as empresas, de acordo com a legislação, sendo uma das mais importantes demonstrações financeiras, promovendo o controle eficiente do seu patrimônio.

Neste artigo, vamos explicar o que é o Balanço Patrimonial, a sua importância e como fazer a estrutura e análise de balanços. Para saber mais, continue a leitura!

O que é o Balanço Patrimonial e qual a sua importância?

O Balanço Patrimonial é um documento em que consta a evolução do patrimônio de uma empresa ao longo de um período. Dessa forma, ele é criado a partir das movimentações financeiras que aconteceram na época selecionada.

Com isso, a demonstração consegue indicar como está a situação do seu patrimônio, informando dados sobre as obrigações, os direitos e os bens da organização, identificando também os investimentos e as fontes dos recursos.

Ele pode ser dividido, ainda, em Balanço Patrimonial Ativo e Balanço Patrimonial Passivo. Veja quais são as diferenças entre ambos:

  • Balanço Patrimonial Ativo: refere-se aos bens, investimentos financeiros, direitos e aplicações de recursos;

  • Balanço Patrimonial Passivo: diz respeito às obrigações financeiras da organização em relação aos colaboradores, Estado e demais empresas, ou seja, é o que a empresa deve a terceiros.

O BP acaba se revelando como uma ótima fonte de informação para os empreendedores tomarem decisões, já que permitem a eles o planejamento e a elaboração das próximas ações.

De modo geral, podemos dizer que o Balanço Patrimonial apresenta diversas vantagens para os gestores, tornando possível verificar quais são as fontes de recursos voltados para os investimentos da empresa, auxiliar no planejamento tributário da organização e oferecer o conhecimento sobre a posição patrimonial da empresa.

Como fazer a estrutura e análise de balanços?

Para tirar proveito desse documento, não basta fazê-lo sem pensar minuciosamente no que você pode colher com ele. Nesse sentido, revela-se fundamental saber como realizar a estrutura e análise de balanços.

Podemos dizer que um dos aspectos principais durante essa análise é a identificação das fontes e das aplicações dos recursos. Portanto, é necessário que a rentabilidade seja maior que o custo.

Sendo assim, entre pedir empréstimo com o banco ou conseguir mais tempo para a compra de materiais com o fornecedor sem precisar pagar a mais por isso, adivinha qual é a melhor alternativa? Isso mesmo, a segunda.

Mais um fator importante nesse processo é a maturação dos investimentos, avaliando em quanto tempo eles serão usados e qual é o prazo para o pagamento.

De qualquer forma, para fazer uma estrutura e análise de balanços bem completa, é importante contar com alguns indicadores durante esse processo.

Com o objetivo de ajudar você nessa etapa, selecionamos algumas dicas importantes para averiguar a situação financeira da sua empresa. Confira quais são elas a seguir.

Índices de liquidez

Os indicadores de liquidez auxiliam os gestores a identificarem a capacidade que a empresa tem de fazer os pagamentos de suas obrigações. Existem quatro deles, que veremos logo abaixo.

Liquidez corrente

Considerado, muitas vezes, o índice mais importante na análise financeira, a liquidez corrente é dada a partir da seguinte fórmula: ativo circulante ÷ passivo circulante

Ou seja, o quanto a empresa tem de bens e direitos a curto prazo (ativo circulante) para cada real de dívidas a curto prazo que precisam ser pagas (passivo circulante).

Leitura recomendada: Passivo circulante: o que é e como diferenciá-lo do não-circulante

Liquidez seca

Já esse indicador apresenta esta fórmula: ativo circulante - estoques ÷ passivo circulante

A sua aplicação é indicada para que os gestores possam verificar como o estoque vem sendo usado e qual é a sua disponibilidade.

Liquidez imediata

A liquidez imediata é vista como o índice de liquidez mais conservador, indicando o quanto a empresa tem disponível para pagar as dívidas a curto prazo.

A sua fórmula é a seguinte: disponível ÷ passivo circulante

Liquidez geral

Por último, temos a liquidez geral, representada pela fórmula: (ativos circulantes + realizáveisrealizável a longo prazo) ÷ (passivo circulantes + exigível a longo prazo)

Esse indicador permite a análise da saúde financeira da empresa de modo geral, avaliando a situação a longo prazo.

Índices de rentabilidade

Outro fator importante na estrutura e análise de balanços é o conjunto de índices de rentabilidade. Veja alguns deles a seguir.

Retorno sobre os Ativos (ROA)

Esse indicador mostra o quanto a empresa teve de lucro líquido em relação ao total dos investimentos realizados.

O cálculo é baseado na seguinte equação: lucro líquido ÷ ativo total

Retorno sobre o Patrimônio Líquido (ROE)

Já o ROE é voltado para a mostrar ao investidor o quanto a empresa teve de retorno a partir do que captou dos acionistas.

A sua fórmula é esta: lucro líquido ÷ patrimônio líquido

Retorno sobre o Investimento (ROI)

Esse é um dos indicadores financeiros mais utilizados, pois consegue identificar os ganhos obtidos com um investimento em relação ao total investido.

Para o ROI, é utilizada a seguinte fórmula: resultado líquido ÷ investimento

Índices operacionais

Mais uma modalidade de índice que você consegue obter com o BP é a operacional. Saiba mais a seguir.

Rotação de Estoque

Esse indicador permite avaliar o quanto uma empresa vendeu durante um período específico. Vale lembrar que é importante manter um alto giro do estoque.

A equação desse índice é esta: custo das vendas ÷ estoque

Prazo Médio de Pagamento

O Prazo Médio de Pagamento evidencia o tempo médio que a empresa leva para pagar os fornecedores.

Nesse caso, a equação é a seguinte: fornecedores x 360 (dias do ano) ÷ custo das compras

Como você pôde identificar, existem diversos indicadores que auxiliam você a descobrir como está a saúde financeira da sua empresa. Tudo isso a partir das informações provenientes do Balanço Patrimonial.

A partir de uma estrutura e análise de balanços eficiente, é possível administrar financeiramente a sua organização de forma mais saudável. Outro assunto importante nesse contexto é o conjunto de demonstrações financeiras. Saiba mais neste artigo.

Saiba mais Keruak - Fluxo de Caixa