/ Gestão Financeira

Relatórios financeiros: conheça os principais e saiba como utilizá-los

Os relatórios financeiros são muito importantes para a administração de qualquer empresa. Esse é um fato inegável. Independente de qual ramo a empresa está inserida, os relatórios financeiros sempre serão de grande ajuda.

Aliás, mais do que isso, os relatórios serão essenciais para que a empresa seja administrada de maneira eficiente, trazendo bons resultados.

Provavelmente, você já ouviu falar de relatórios financeiros e ficou se perguntando se eles, de fato, são importantes ou, até mesmo, porque as pessoas fazem uso desse tipo de documento.

Bom, ao final do artigo de hoje, você saberá exatamente por que os relatórios financeiros são tão utilizados e, podemos te afirmar: você vai querer começar a utilizá-los na sua empresa o mais rápido possível.

Vamos começar o nosso estudo sobre relatórios financeiros por partes. Sendo assim, primeiro precisamos entender o que esse termo significa , bem como o objetivo que esse tipo de documento possui. Vamos lá?

Aprenda o que são relatórios financeiros

A fama dos relatórios financeiros não é enganosa. Em empresas com uma maturidade minimamente sadia, esses documentos fazem parte de suas operações cotidianas.

Basicamente, os relatórios financeiros são uma ferramenta de extrema importância.

Como seu nome já nos indica, os relatórios financeiros são documentos que mostram a saúde financeira da empresa.

Eles irão apontar importantes dados a respeito da gestão da empresa.

Para facilitar o entendimento, podemos imaginar os relatórios financeiros como compilados de informações essenciais para a tomada de decisões e direcionamento de investimentos.

Os relatórios irão demonstrar as movimentações que ocorreram na empresa, irão relatar como os recursos financeiros da empresa estão sendo empregados entre outras importantes informações.

Para que se possa, de fato, confiar nos relatórios financeiros, é necessário que os mesmos sejam fiéis à realidade da empresa.

Por esse motivo, é preponderante que, ao serem elaborados, os relatórios financeiros contenham informações precisas e verdadeiras.

Talvez você já tenha escutado falar de diversos relatórios financeiros. Como exemplo, podemos citar alguns deles: DRE - Demonstração de Resultado de Exercício -, Balanço Patrimonial , Balancete de Verificação entre outros.

Esses nomes são comuns no meio contábil e, com certeza, é importante que você, seja o empreendedor ou o gestor financeiro da empresa, saiba como lidar com tais termos e seus respectivos significados.

Logo a seguir, iremos falar dos principais relatórios financeiros que existem - os mais utilizados - para que você saiba como aplicá-los no cotidiano da sua empresa. Continue a leitura.

Os principais relatórios financeiros

Existem alguns relatórios financeiros que são mais comuns no dia a dia de diversas empresas. Eles são comuns por uma razão: são eficientes e, em alguns casos, até mesmo obrigatórios.

Ao longo do nosso artigo de hoje, conforme falamos sobre esses relatórios financeiros, iremos falar dos seus objetivos.

É importante que você entenda que cada relatório possui um objetivo. Assim, você saberá escolher qual dos relatórios financeiros será mais útil para a administração e gestão da sua empresa.

Demonstração de Resultado de Exercício - DRE

DRE é uma sigla para Demonstração de Resultado de Exercício. Esse é um dos relatórios financeiros mais conhecidos e existem diversos motivos para a DRE ser tão famosa.

Primeiramente, vale ressaltar, a DRE é um demonstrativo financeiro exigido por lei. Em 1976, foi criada uma lei, a Lei nº 6.404, que determina que esse relatório deve ser apresentado anualmente.

Contudo, é comum observarmos muitas empresas fazendo uso desse relatório mensal ou trimestralmente.

De acordo com a lei, sua apresentação deve ser anual, mas empresas fazem uso de outros períodos, como os citados anteriormente, para controle interno e auxílio na tomada de decisões.

Sendo assim, precisamos destacar que a DRE é um dos relatórios financeiros que tem por principal objetivo apresentar o lucro líquido da empresa, ou prejuízo, diante de todos os seus gastos e despesas no período analisado.

Como a DRE é um demonstrativo exigido por lei, ao construir sua DRE, é necessário obedecer a alguns aspectos importantes.

Como exemplo, podemos afirmar que é necessário determinar o nome da empresa, ou seja, sua razão social, o período de análise e os valores de receita bruta e lucro líquido obtido.

Cada empresa terá uma DRE diferente. Isso acontece porque dentro dos tópicos existentes nesse documento, podem haver variações de acordo com a realidade de cada empreendimento.

Mas, basicamente, toda DRE deve ter, como citamos brevemente, o valor da receita bruta , a receita líquida (descontando-se impostos com incidência direta sobre a venda), o lucro bruto e, por último, o lucro líquido (descontando-se valores de custo do serviço ou mercadoria) de resultado de exercício.

A Demonstração de Resultado de Exercício te dará uma visão ampla da situação financeira do seu empreendimento.

Se você quiser saber ainda com mais detalhes como elaborar a sua DRE, você pode acessar o nosso artigo que mostra o passo a passo de como usar esse relatório na sua empresa: O que é DRE e como fazer?

Demonstração do Fluxo de Caixa - DFC

O próximo relatório financeiro que iremos falar sobre é a Demonstração do Fluxo de Caixa. Juntamente com a DRE, esse é um dos relatórios financeiros mais utilizados por, praticamente, toda empresa.

O fluxo de caixa é a base do funcionamento de um empreendimento. Ele relata as entradas e saídas que ocorreram na empresa.

Usualmente, esses relatos são diários. De forma que todas as informações são constantemente atualizadas.

Para que você entenda melhor o que é fluxo de caixa iremos falar o que são as entradas e as saídas.

As entradas são todos os valores investidos na empresa, sejam eles por parte do seu proprietário, acionistas ou investidores externos. Além, obviamente, dos clientes que pagam pelos produtos e serviços oferecidos.

Já as saídas, fazem referência ao dinheiro que é retirado da empresa de alguma forma. Seja para cobrir algum custo ou despesa e, ainda, para manter o empreendimento em funcionamento.

Dessa forma, a Demonstração de Fluxo de Caixa é o relatório da área de finanças da empresa responsável por relatar todas essas movimentações.

Não apenas para relatar, a DFC irá mostrar a origem dos recursos e a forma como eles foram utilizados.

Nesse sentido, a Demonstração de Fluxo de Caixa irá ter importância pelos seus fins administrativos (gerenciais) e fiscais (obrigações diante do governo).

Relatório de contas a pagar e a receber

O relatório de contas a pagar e receber é um dos relatórios financeiros que vai dar uma base para a organização da sua empresa.

Assim, podemos afirmar que esse relatório é bem simples.

Não existem maiores complicações. Basta realizar a controle das contas que devem ser pagas e das contas que serão recebidas em determinado período.

A partir deste simples controle, você terá uma boa noção de o que deve ser feito dentro da sua empresa.

A empresa terá dinheiro suficiente para realizar determinado investimento? Será necessário fazer algum empréstimo para arcar com todas as despesas?

Essa simples ferramenta de controle de contas a pagar e a receber é extremamente eficaz: você terá um controle maior das movimentações que irão ocorrer e esse controle possibilitará a tomada de decisões mais assertivas.

Fazer uso de relatórios financeiros é altamente necessário para uma gestão que alcança grandes resultados.

Por esse motivo, não deixe de implementá-los o mais rápido possível dentro da sua empresa.

Destacamos aqui os principais relatórios financeiros. Aqueles que são mais utilizados. Mas ainda existem outros que serão muito úteis para a sua gestão interna.

Se você deseja saber mais sobre relatórios financeiros , não deixe de conferir o nosso artigo sobre Balanço Patrimonial. Com o conhecimento adicional a respeito deste relatório, com certeza, você estará preparado para gerir a área de finanças da sua empresa com diligência, alcançando ótimos resultados.

CTA-KRK-3--Contratos-

Natália Lima

Natália Lima

Co-Founder & CFO - Keruak Software. Carreira em Administração de Empresas. MBA em Controladoria e Gestão Estratégica. Para se ter sucesso basta dar o melhor de si e deixar os resultados com Deus.

Read More