O aporte financeiro é uma solução que ajuda muitas empresas a equilibrar o orçamento ou expandir os negócios e, se você cogita obtê-lo, o primeiro passo é saber como funciona.

É preciso conhecer as diferentes possibilidades de investimento para entender qual delas se enquadra nas necessidades do seu negócio.

Neste artigo, vamos explicar o que é aporte financeiro, como ele funciona e esclarecer as principais dúvidas que os gestores têm a respeito do assunto.

O que é aporte financeiro?

A palavra “aporte” pode significar subsídio ou contribuição. Ela é muito utilizada no mundo das finanças corporativas para designar um reforço de capital.

Trata-se de uma injeção de dinheiro que pode vir de diferentes fontes. Esse auxílio deve ser utilizado de forma pré-determinada para alcançar um objetivo específico.

A busca pelo aporte financeiro geralmente ocorre quando a empresa deseja ampliar os negócios ou passa por dificuldades para manter a conta no azul.

A origem dos recursos disponibilizados em um aporte financeiro pode variar.
Algumas das origens comuns são:

  • Bolsa de valores;
  • Capital de risco;
  • Fusões;
  • Investimentos públicos ou privados.

Uma outra possibilidade bastante comum são os fundos de investimento, em que os investidores se unem para investir em empresas promissoras.

Em troca do aporte financeiro, os investidores recebem uma participação nos lucros da organização.

No tópico seguinte, veremos quais são os principais tipos de aporte financeiro. Cada um deles está ligado a uma diferente fase do ciclo de vida das empresas.

Quais são os tipos de aporte financeiro?

Os três tipos mais comuns de aporte financeiro são o investidor anjo, venture capital e private equity. Veremos mais informações sobre cada um deles em seguida.

O Guia Completo Para Atrair Investidores

Investidor anjo

Esse tipo de investimento é destinado a empresas que estão na fase inicial de sua vida, muitas vezes, elas ainda nem saíram do papel.

Por essas empresas ainda não terem nenhum produto ou serviço que emplacou no mercado, o investimento é considerado de alto risco.

Por outro lado, as pessoas que costumam fazer esse tipo de investimento são empresários bem sucedidos que decidem utilizar uma parte de seu patrimônio para investir em outros negócios.

Devido à sua experiência nos negócios, eles costumam destinar esses recursos para novas empresas em cujo potencial de crescimento eles realmente acreditam.

Por isso, conseguir um investidor anjo pode ser um grande desafio, pois não há garantias de que sua empresa realmente vai obter sucesso futuramente.

Venture capital

O venture capital ou capital de risco é um tipo de investimento destinado a empresas que estão na fase de amadurecimento no mercado.

Ele é considerado uma das melhores alternativas para os investidores, que costumam procurar empresas de pequeno e médio porte que visem à expansão dos negócios.

Nesse caso, as empresas já precisam ter um faturamento significativo e mostrar quais são as reais perspectivas de crescimento.

Com esse tipo de aporte financeiro, os investidores se sentem mais seguros, pois as empresas que receberão o capital já decolaram no mercado e podem mostrar seu potencial de expansão.

Private equity

Por fim, o private equity é destinado a empresas de grande porte e já consolidadas no mercado, que possuem, portanto, um faturamento significativo.

Esse processo acontece quando é efetivada uma fusão de organizações que buscam crescimento e maximização de processos.

É claro que, nessa situação, a expectativa de retorno dos investidores é muito mais alta.

Como conseguir um aporte financeiro?

Quando um investidor decide aplicar o seu dinheiro em uma empresa, obviamente ele está procurando uma que tenha potencial de crescimento e lucratividade.

Sendo assim, é preciso mostrar a ele as expectativas favoráveis de sua empresa. E o primeiro passo é manter a contabilidade atualizada e garantir a idoneidade das informações contábeis.

Você também precisa ter um plano de negócios muito claro, que mostre quais são os seus objetivos e como você pretende alcançá-los.

Não se esqueça de que o representante da empresa que visa receber o aporte financeiro deve ter o nome limpo e respeitabilidade no mercado, sem problemas, por exemplo, com SPC e Serasa.

A transparência é um fator fundamental. Não tente esconder aspectos que possivelmente podem ser considerados negativos. Mostrar que eles existem e podem ser solucionados é sempre uma opção melhor.

Ainda que não haja aspectos que possam comprometer a expectativa de crescimento da empresa, muitos gestores não se sentem seguros com a exposição de suas informações contábeis ao possível investidor.

Eles pensam que podem estar abrindo mão do controle financeiro da organização quando uma outra pessoa ou empresa tem acesso a dados tão sensíveis.

Porém, se você não mostrar a real situação dos negócios, será muito difícil conseguir investidores.

Além disso, os contratos de investimentos devem ser elaborados com todo o detalhamento sobre o acordo e com obediência às regras previstas pela Receita Federal.

Dessa forma, o investidor terá o seu retorno esperado, porém pode não ter poder de tomada de decisões sobre a administração da empresa.

A negociação sobre como será realizado o pagamento do crédito é outro fator chave. Com a discussão de cada detalhe, tanto os gestores da empresa quanto os investidores ficam mais seguros.

Cabe dizer ainda que, para obter o investimento de que você necessita, seu poder de persuasão e convencimento precisa funcionar muito bem.

Sua empresa pode ser muito promissora, mas o investidor certamente recebeu outras propostas. Então, você tem de convencê-lo de que a sua é a melhor.

Faça uma apresentação coerente, mostrando não só os aspectos internos da organização, mas também a situação externa, as previsões para o mercado e o segmento em que ela se insere.

KRK - Vendas - DRE

Quais são os benefícios de receber um aporte financeiro?

A principal vantagem de receber um aporte financeiro é, claro, obter os recursos para viabilizar ou expandir o seu negócio.

Enquanto o investidor tem o benefício da capitalização de seu dinheiro, os gestores da empresa se veem livres dos empréstimos com altos juros ofertados pelas instituições financeiras.

Mas a parte financeira não é a única vantagem de receber um aporte. Ele traz uma excelente contribuição para o seu networking e você ganha credibilidade no mercado.

No mundo dos negócios, estabelecer contatos e parcerias é praticamente uma necessidade e o recebimento do aporte financeiro garante essa associação do seu nome com os dos investidores.

O acesso a profissionais com grande experiência também é um benefício, já que eles podem contribuir não só com o capital, mas também com os seus conhecimentos.

Se o investidor já tiver um histórico de investimentos em empresas do mesmo segmento, pode até indicar clientes em potencial.

Por tudo isso, o aporte financeiro gera uma imagem positiva no mercado, porque você mostra que sua empresa está se desenvolvendo e se especializando.

O aporte financeiro é comum no Brasil?

Se você pensa que o aporte financeiro é pouco utilizado no Brasil e muito mais comum em outros países, está enganado.

Algumas startups brasileiras receberam investimentos significativos nos últimos tempos, após convencerem os investidores com suas perspectivas futuras.

Veja abaixo alguns exemplos:

  • 99: A empresa brasileira de mobilidade urbana hoje consegue concorrer com a Uber, que é internacional, por oferecer mais funcionalidades. Em 2017, a 99 recebeu R$ 320 milhões vindos da empresa chinesa Didi Chuxing, que a comprou no ano seguinte, tamanhas as expectativas.
  • Nubank: A fintech fundada em 2013, recebeu em 2018 um aporte financeiro de 234 milhões de dólares, oferecendo serviços como o cartão de crédito sem tarifas e a conta corrente com condições diferenciadas.
  • Ifood: A empresa de entregas recebeu o aporte financeiro de 500 milhões de dólares de Fabrício Bloisi e agora pretende expandir os negócios investindo em inteligência artificial.

Agora que você já conhece os benefícios do aporte financeiro e as estratégias importantes para obtê-lo, aconselhamos a leitura do nosso artigo sobre investimento em startups. Basta clicar aqui para aprofundar seu conhecimento sobre esse segmento tão promissor. Boa leitura.

Teste agora Keruak - Relatórios