/ Gestão

Controle de Estoque: como fazer na sua empresa em 7 passos simples

Para quem trabalha com mercadorias, o estoque é parte fundamental do negócio. Por isso, é importante adotar práticas que auxiliem na sua gestão, como o controle de estoque.

Muito se fala sobre o giro de estoque, que é uma ferramenta utilizada para avaliar a saúde financeira do armazenamento das mercadorias. No entanto, o controle também precisa entrar em jogo para que o negócio alcance o sucesso que você tanto deseja.

Quer saber como implementar essa atividade? Para isso, continue lendo este artigo e saiba como realizá-la com apenas 7 dicas!

O que é o controle de estoque e quais são as suas vantagens?

A falta de cuidado com o estoque pode comprometer diretamente a estrutura da sua empresa, por isso é recomendável que você pratique o seu controle.

Isso nada mais é que fazer o monitoramento dos produtos armazenados, garantindo que as demandas sejam atendidas sem que ocorram excessos ou faltas, já que acarretam em prejuízo para o negócio.

Durante esse cuidado, é importante observar que as mercadorias sem giro, ou seja, sem movimentação, significam dinheiro parado, o que não é vantajoso para nenhuma empresa.

Logo, além de fazer o monitoramento das mercadorias, é necessário que elas sejam analisadas para as operações funcionem normalmente.

Para isso, você não pode esquecer de registrar tudo que entra e sai da sua empresa, possibilitando que seja feita a previsão de novas compras, redução de perdas por roubo ou vencimento e tenha chance de fazer negociações mais vantajosas com os fornecedores.

Dessa forma, é importante que exista uma área específica na empresa que realize o controle de estoque, supervisionando assim o fluxo de produtos e permitindo que seja possível ter dados sobre as vendas.

Essa prática fornece diversas vantagens para a saúde do seu negócio. Veja a seguir algumas delas.

Criação de promoções

Por meio do controle de estoque, você consegue descobrir quais produtos podem ser colocados em promoção, possibilitando maiores vendas e organização das demandas.

Incentivo à compra

Quando você conhece o estado do estoque, torna-se mais fácil saber o que fazer com produtos parados.

Por exemplo, vamos supor que você esteja com uma mercadoria parada há tempos ou ela esteja próxima do vencimento. Nesses dois casos, vale a pena investir no incentivo à compra por meio de descontos.

Ganho financeiro

Com a gestão do estoque, é possível conquistar maior verba. Afinal, produto parado é dinheiro retido, então, ao adotar práticas que incentivem a compra, as chances de lucrar aumentam.

Custo reduzido

O controle de estoque permite que a saúde financeira do seu negócio seja beneficiada por reduzir gastos com produtos comprados em excesso, o que pode resultar em perdas.

Além disso, itens obsoletos ou com baixo giro deixam de ser adquiridos.

Conhecimento sobre sazonalidades dos produtos

Ao obter conhecimento sobre a sazonalidade das mercadorias, o gestor consegue descobrir quais itens estão obsoletos e quais apresentam maiores oportunidades de venda.

Assim, são geradas informações sobre volume de compras de cada produto e a sua frequência.

Organização do estoque

A organização é fundamental em qualquer área do negócio, incluindo o estoque.

Com o controle desse item, as mercadorias se tornam mais organizadas, promovendo maior facilidade em relação às suas identificações e aumentando a produtividade.

2019Maio29-KERUAK-campanha-CTA-DRE-semlogo-v2

Como fazer o controle de estoque?

Ficou convencido que o controle de estoque é bastante vantajoso para o seu negócio e você deve adotá-lo? Então, preparamos um guia com os 7 principais passos que devem ser seguidos para que seja possível colocar em prática esse conhecimento. Acompanhe!

1. Realize um inventário

Para fazer o controle de estoque, o primeiro passo é criar um inventário. Então, você precisa listar todas as mercadorias e as suas respectivas quantidades.

Não esqueça que, conforme os itens forem saindo e entrando, esse inventário deve ser atualizado. Inclua também dados como as datas das movimentações e os custos unitários.

Isso permite que você possa controlar tudo que entra e sai do armazenamento.

2. Treine os colaboradores

Se você quer fazer um controle de estoque eficiente, precisa envolver os colaboradores nesse processo.

Portanto, a equipe deve estar preparada para fazer as atividades de gestão de estoque, mas isso só é possível se você os treinar para essa tarefa.

Nesse momento, vale a pena indicar uma pessoa para ser a responsável pelo acompanhamento do controle e monitoramento das movimentações dos produtos.

3. Estabeleça um limite para as perdas

Ainda que você promova um controle bem rígido, perdas podem acontecer em qualquer negócio.

Então, é importante que seja definido um limite para esses eventos, lembrando que o ideal é não desrespeitar a meta estipulada, senão os prejuízos serão ainda maiores.

4. Promova um equilíbrio do estoque

Certamente você já percebeu que praticar a otimização do estoque auxilia no seu controle, não é mesmo?

Isso significa buscar o equilíbrio no armazenamento dos produtos, sem sobras ou faltas.

O conhecimento da rotatividade das mercadorias ajuda nessa etapa, assim como os dados do inventário, que indicam as constâncias e sazonalidades dos produtos.

5. Calcule os custos de armazenamento

Os custos de armazenamento das mercadorias têm relação com diferentes critérios, como o espaço utilizado, os sistemas aderidos, as equipes responsáveis, as perdas e danos.

Por isso, esses aspectos precisam ser levados em conta para que o custo esteja de acordo com a realidade da sua empresa e, quando possível, seja feita o aprimoramento da sua eficiência.

6. Promova os produtos parados

Geralmente, existem produtos que apresentam mais saídas que outros, enquanto alguns são vendidas apenas em épocas específicas.

Logo, para fazer um bom controle de estoque, não esqueça de adotar estratégias voltadas para a venda dos itens que não tiveram tanta procura, proporcionando promoções e descontos em cima da mercadoria.

Não negligencie a importância de livrar-se desses produtos, já que eles ocupam um espaço que poderia ser destinado às mercadorias mais procuradas e, consequentemente, com maiores possibilidades de vendas.

7. Cuide da entrega dos produtos

Essa etapa está relacionada à necessidade de avaliar bem os produtos antes de entregá-los, para que assim não sejam enviados itens defeituosos.

Aliás, essa prática também evita que sejam entreguem mercadorias erradas ou fora do prazo estipulado.

Viu como não é difícil fazer o controle de estoque? Seguindo esses passos, você está apto a adotar essa prática de forma eficiente. Assim, não existe o risco de cometer os erros mais comuns nesse processo. Confira aqui quais são eles!

2019Maio29-KERUAK-campanha-CTA-DRE-semlogo-v1-1

Natália Lima

Natália Lima

Co-Founder & CFO - Keruak Software. Carreira em Administração de Empresas. MBA em Controladoria e Gestão Estratégica. Para se ter sucesso basta dar o melhor de si e deixar os resultados com Deus.

Read More